«Cristiano Ronaldo? Foi para ver a mãe mas agora é só fotos na piscina»

Antigo presidente da Juventus critica internacional português

A pandemia de covid-19 levou a que muitos jogadores abandonassem Itália e rumassem aos seus países de origem. Um dos primeiros a sair foi Cristiano Ronaldo, agora criticado pela forma como tem gerido a quarentena na Madeira. Uma das vozes mais críticas é a do ex-presidente da Juventus, Giovanni Cobolli Gigli.

"A coisa na Juventus complicou-se quando Cristiano Ronaldo se foi embora. O Ronaldo disse que foi para Portugal por causa da mãe, mas agora só aparece a tirar fotos na piscina. Quando se abriu essa exceção, a situação descambou e outros quiseram ir embora. Não devia ter sido assim. Deviam ter ficado todos de quarentena", atirou o antigo líder da ‘vecchia signora’.

"Criticar agora é fácil, mas, visto de fora, não percebo porque é que alguns jogadores quiseram sair de Itália. Quando regressarem será mais difícil voltarem a ter forma, porque terão de ficar 14 dias de quarentena", concluiu em declarações à Radio Punto Nuovo.

13
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.