Iaquinta condenado a 6 anos de prisão

Por envolvimento com uma organização criminosa

• Foto: Reuters

Sagrou-se campeão do Mundo pela seleção italiana de futebol em 2006, representou a Juventus entre 2007 e 2013 – ano em que terminou a carreira – e foi um dos grandes avançados que o futebol italiano conheceu nas últimas décadas. Agora está a contas com a justiça e foi condenado a seis anos de prisão por envolvimento com uma organização criminosa… Falamos de Vincenzo Iaquinta.

O antigo futebolista, de 38 anos, é um dos 147 detidos pelas autoridades italianas devido a uma alegada ligação com a ‘Ndrangheta’, uma das máfias mais conhecidas de Itália. Para além de ter sido acusado de ser um dos intermediários da organização na venda ilegal de armas de fogo, o ex-internacional transalpino também foi incriminado por falsificação de documentos e extorsão.

O julgamento deste caso, que é já considerado um dos maiores desmantelamentos de sempre de uma máfia no Norte de Itália, foi concluído ontem à tarde... mas o calvário da família Iaquinta não se ficou por aqui. Também Giuseppe, pai de Vincenzo, foi detido e condenado a 19 anos de prisão por pertencer a este perigoso grupo.

Como jogador, Iaquinta começou a carreira no Reggiolo (1996). Passou por Padova e Castel di Sangro até assinar pela Udinese (2000-2007). Notabilizou-se na formação de Udine com 73 golos em 206 jogos, um registo que lhe valeu a transferência para a gigante Juventus, onde marcou 40 golos em 109 jogos. Ao serviço da seleção apontou 6 golos em 40 encontros... uma carreira que dispensava estes imbróglios!

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.