Italianos querem impor distanciamento social... nos protestos aos árbitros

Nicola Rizzoli, responsável pela arbitragem, diz que pode continuar a haver protestos, mas com determinadas regras

Parece estar mesmo a nascer um novo futebol. Depois das imagens de estádios sem público e de tentativas (muitas vezes falhadas) de evitar o contacto físico entre jogadores durante as partidas, agora de Itália chega a proposta de tentar impor também distanciamento social na hora de protestar com os árbitros. O apelo foi feito por Nicola Rizzoli, atual designador dos árbitros da Serie A, que à SportMediaset explicou que os jogadores podem continuar a apontar erros nas atuações dos juízes, mas sempre com distância... e sem grandes aglomerações.

"Podes ter um diálogo tranquilo com respeito com o árbitro. Deve ser uma discussão entre duas pessoas, não entre quatro. O respeito começa na distância", declarou Rizzoli, que em seguida explicou que na sala do VAR se irá reduzir o número de pessoas presentes, de quatro para três, estando todos obrigados a ter luvas e máscara.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0