Jogador espanhol fechado num hotel há 50 dias: «A ideia era arranjar casa por esta altura...»

Iago Falque chegou ao Génova em janeiro, emprestado pelo Torino

• Foto: Instagram

Iago Falque chegou ao Génova em janeiro, emprestado pelo Torino, determinado a voltar aos bons desempenhos, depois de uma lesão. Mas o espanhol foi apanhado pela pandemia e está há 50 dias dentro do hotel do clube.

"Já vemos o final disto mais perto e não posso dizer que tenha tido azar, porque a minha família e eu estamos bem de saúde", contou, em declarações ao jornal 'As'. "Estou aqui fechado desde o dia 10 de março, quando realizámos o último treino de grupo. A minha ideia era arranjar casa em Génova por esta altura, mas depois aconteceu isto tudo e não saí daqui porque não sabia o que ia acontecer."

O avançado vive sozinho num quarto, onde acompanha todas as notícias com muita ansiedade. E não compreende por que motivo o governo italiano autorizou as pessoas a correrem nos parques a partir de segunda-feira, proibindo os treinos das equipas pelo menos até ao dia 18 de maio. "É um contrasenso. Não podemos correr no centro de treino, debaixo de um rígido controlo médico e de distanciamento, mas podemos fazê-lo num parque. Entendo que a situação é complicada e que as pessoas que têm de tomar estas decisões têm de ter muitas coisas em conta, mas isto não me parece lógico."

Sobre o facto de em Espanha haver jogadores que dizem que só jogam quando houver uma vacina, Iago sublinha: A desinformação é um problema e sinceramente não estou preparado para responder a isto. Poucos estão. Mas se o futebol tiver de esperar por uma vacina será catastrófico. Há muita gente a trabalhar sem vacina. Mas não gosto de falar sem saber e só espero que consigamos sair disto olhando para o futuro da melhor maneira."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas