Jogadores proibidos de protestar com árbitros e uso de gelo abolido: as novas regras da Serie A

O documento que será o ponto de partida para a conversa entre responsáveis pelo futebol e autoridades governamentais

• Foto: Reuters

A Liga Italiana e o governo vão reunir-se no próximo dia 28 de maio para discutir de que forma poderão ser retomados os jogos da Serie A. A agência noticiosa italiana ‘Agipronews’ teve acesso ao documento de 36 páginas que será o ponto de partida para a conversa entre responsáveis pelo futebol e autoridades governamentais. Um dos pontos mais curiosos do documento diz respeito à interação entre jogadores e árbitros durante os jogos.

"Os jogadores estão proibidos de protestar com os árbitros ou delegados ao jogo e têm de manter sempre, em qualquer circunstância, uma distância de pelo menos um metro e meio", pode ler-se no documento.

A entidade que rege o futebol transalpino propõe ainda uma lotação máxima nos estádios de 300 pessoas, que os atletas das equipas que jogarem "em casa" se dirijam ao estádio no seu veículo pessoal, sendo que o autocarro que transportar a equipa visitante deve ser desinfetado antes das viagens de ida e volta. É sugerida ainda a proibição de uso de gelo para assistir jogadores que se lesionem durante um encontro e da contratação de empresas externas para o catering. A liga quer ainda proibir a presença de mascotes nos estádios, assim como, naturalmente, das crianças que entram com os jogadores em campo. A proposta prevê ainda a abolição da habitual fotografia de grupo antes do início da partida.

Por fim, todas as pessoas serão obrigadas a preencher um questionário à entrada sobre possíveis sintomas de covid-19 que sintam ou tenham sentido nos dias ou semanas anteriores.

Por Andreia Candeias
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0