Lazio acusada de antecipar treinos em grupo e médico diz que se demite se isso for verdade

Jogadores só podem ter contacto uns com os outros a partir de segunda-feira

• Foto: Instagram

A notícia foi publicada pelo 'Corriere della Sera' e causou um autêntico vendaval no futebol italiano. As equipas italianas só estão autorizadas a fazer treinos em grupo a partir da próxima segunda-feira, mas o jornal garante que a Lazio já o fez, tendo finalizado as sessões individuais com jogos-treino de 3x3.

O médico da Lazio ficou boquiaberto com a notícia e garantiu que se demite se descobrir que a notícia é verdadeira. "Li a reportagem e a foto que publicaram é antiga", disse Ivo Pulcini à 'Radio Punto Nuovo'.

"O clube garante-me que isto é mentira, mas se fosse verdade seria forçado a demitir-me. Tenho de assumir a responsabilidade, que mais posso fazer se os trabalhadores não seguirem as minhas indicações? Eu não estive lá, não posso passar o dia todo a ver cada sessão de treino, apenas posso fazer recomendações."

A associação de jogadores e a associação de empresários emitiram comunicados de protesto, considerando que toda a equipa devia ser colocada de quarentena se uma pessoa testar postivo.

O presidente do comité olímpico do país, Giovanni Malagò, falou em "falta de respeito" e sugeriu que os treinos passem a ser visitados por inspetores, para todos terem a certeza que os clubes estão a cumprir as regras.

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.