Líder de partido italiano: «Balotelli? Não aceitamos lições de um milionário mimado e rude»

Matteo Salvini diz ainda que "quem distingue o ser humano pela cor da pele é um idiota"

Matteo Salvini
Matteo Salvini
Matteo Salvini

"Balotelli é italiano e quem distingue o ser humano pela cor da pele é um idiota. Agora, lições de um milionário mimado e rude, não aceitamos". As palavras são de Matteo Salvini, líder da Liga (extrema-direita soberanista italiana), quando questionado sobre o caso dos insultos racistas dirgidos a Balotelli, no último fim de semana.

Já anteriormente, no parlamento italiano, o político tinha desvalorizado o caso e voltou a fazê-lo, apontado o dedo ao presidente da federação italiana de futebol: "O racismo deve ser condenado sempre, mas na minha opinião em Itália existem muitos jogadores melhores do que Balotelli; não cabe ao presidente da FIGC [Gabriele Gravina] decidir quem joga e quem não joga."

Reação de Balotelli aos cânticos racistas em Verona
"Os italianos são italianos, independentemente da cor da pele, mas, para mim, Balotelli não é um modelo. Posso dizer isto?", ironizou Salvini.

Já sobre o castigo do Verona ao líder da claque,  Luca Castellini, suspenso até 30 de junho de 2030 na sequência dos insultos racistas dirigidos a Mario Balotelli no jogo com o Brescia, no último domingo.

"Estamos num país curioso. Castigam um individuo que diz uma série de disparates delirantes que já não podia entrar no estádio"

Balotteli reage a insultos racistas com vídeo emocionante

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.