Motim com insultos à mistura: jogadores do Nápoles confrontaram vice-presidente

Rutura aconteceu quando Edo De Laurentiis foi ao balneário após o jogo da Liga dos Campeões

O Nápoles vive uma revolução interna. Jogadores e equipa técnica não terão gostado do autoritarismo do presidente do clube, Aurelio de Laurentiis, e a rutura aconteceu após o jogo da Liga dos Campeões, na terça-feira. Segundo avança esta quinta-feira a 'Gazzetta dello Sport', a visita do vice-presidente e filho de De Laurentiis ao balneário após o Nápoles empatar (1-1) com o Salzburgo, na Champions, dando indicações que a concentração se iria prolongar até domingo foi o rastilho para acender a pólvora e fazer explodir o barril.

Os jogadores revoltaram-se, com o capitão Insigne a falar em nome do grupo: "Pode dizer ao seu pai que não vamos". 

Mertens, Callejon e Allan são outros rostos da revolta, com o médio brasileiro, de 28 anos, a ser chegar mesmo a insultar Edo De Laurentiis. 

Segundo a 'Gazzetta dello Sport', Allan mostrou-se bastante nervoso, irritado, insultando o vice-presidente do clube aos gritos. A publicação italiana refere mesmo que houve momentos de muita tensão, com vários jogadores e membros da equipa técnica a temerem inclusive confrontos físicos. Ancelotti terá sido fundamental para acalmar os ânimos e terá sido essa a razão para o treinador ter boicotado a conferência de imprensa. 

São cinco os jogadores apontados como responsáveis pela revolução no Nápoles
Allan
Callejon
Insigne
Koulibaly
Mertens
Ancelotti
Ancelotti
Ancelotti
De Laurentiis
Allan
Callejon
Insigne
Koulibaly
Mertens
Ancelotti
Ancelotti
Ancelotti
De Laurentiis
Allan
Callejon
Insigne
Koulibaly
Mertens
Ancelotti
Ancelotti
Ancelotti
De Laurentiis

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.