Record

Ronaldo à caça do 400

Português não marcou nas primeiras três rondas da Serie A e está a um golo de marca histórica

• Foto: Reuters

Já lá vão 270 minutos e nada. Os adeptos da Juventus anseiam pelo primeiro golo de Ronaldo com a camisola bianconera mas, apesar dos 23 remates feitos nas primeiras três rondas, o português continua... à caça do golo 400 em jogos de campeonato. Depois de ter ficado em branco frente a Chievo, Lazio e Parma, Ronaldo tentará desbloquear o enguiço frente ao Sassuolo e conta, para isso, com o fator tradição: tanto no Sporting, como no Manchester United e no Real Madrid, estreou-se a marcar em jogos de campeonato... em casa. No Sporting bisou contra o Moreirense à 6ª jornada, no United marcou ao Portsmouth à 11ª ronda e faturou logo na 1ª jornada pelo Real Madrid, diante do D. Corunha.

Se marcar frente ao Sassuolo assinala a marca histórica mas só se torna o 28º craque estrangeiro mais rápido a faturar na Serie A se o fizer... até ao 1º minuto da 2ª parte. Tudo porque CR7 leva 270 minutos em branco e o brasileiro Kaká, seu ex-colega no Real, demorou 316 minutos.

"O que custa é o primeiro." Esta foi a mensagem dada por Nuno Gomes a Record, pois o avançado também experimentou a dificuldade das defesas italianas quando representou a Fiorentina [ver peça secundária]. Ronaldo saiu do Real Madrid com 1 golo a cada 6 remates mas ficou a seco após 23 tiros ao serviço da Juve: se se estrear a marcar com o Sassuolo, atinge pelo menos os 400 golos e aproxima-se do alemão Uwe Seeler, 6º máximo goleador em jogos de liga, com 406. Ainda longe dos 518 do recordista Josef Bican mas já dizia CR7: quando o ketchup abrir... as defesas que se cuidem.

Nuno Gomes: «Encontrará equipas mais fechadas»

Nuno Gomes rumou à Fiorentina no verão de 2000 e o antigo avançado também teve de se adaptar à Serie A, tal como revelou a Record.

"A maior dificuldade que existe tem mais a ver com a própria cultura tática dos italianos do que com o nível das equipas. Logicamente também há formações mais modestas mas as equipas italianas são sempre mais criteriosas no processo defensivo. Ronaldo vai encontrar equipas mais fechadas mas é uma questão de tempo até se adaptar, até ao estilo da sua equipa. Tenho visto os jogos e houve situações em que a bola só não entrou por acaso. É até fazer o primeiro golo. Mas nem o vejo ansioso, Ronaldo é forte psicologicamente", disse Nuno Gomes, que marcou ao segundo jogo pelos viola.

Por Hugo Neves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

M