Totti: «Nedved fazia com que tivesses vontade de o esmurrar»

Ex-jogador da Roma conta episódio com antigo rival em autobiografia

Francesco Totti lançou uma autobiografia no dia em que celebrou o seu 42º aniversário e contou alguns episódios relacionados com Pavel Nedved. O ex-capitão da Roma elogiou o antigo jogador da Juventus, tendo ficado rendido num jogo entre Itália e República Checa, no Mundial'2006 (2-0 para os transalpinos), mas admite que o checo o levava a perder a cabeça.

"Nesse dia, o Nedved estava numa forma incrível. Custa-me dizê-lo, porque dentro de campo, nunca o suportei. Era um chorão. Se lhe tocasses, ele andava a coxear durante 10 metros. Fazia com que tivesses vontade de o esmurrar e isso diz tudo", contou.

"Dito isso, ele era bom. Ele era tão bom, que nesse jogo, Buffon teve de inventar três ou quatro defesas para o parar (...) Depois de repetir que o odiava enquanto jogador, tenho que lhe dar crédito por ter sido simpático comigo na primeira vez que nos encontramos no sorteio da Liga dos Campeões, em Monte Carlo. Nedved chegou ao pé de mim, e nesse momento eu estava a fazer minha estreia como diretor - e perguntou-me como se sentia ao ter terminado a carreira", revelou.








Por Rafael Soares
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.