Pirlo antevê receção ao FC Porto: «Não poderemos perder nem um minuto do jogo»

Treinador da Juventus quer concentração máxima e correção aos erros cometidos na primeira mão

• Foto: Reuters

Andrea Pirlo já fez a antevisão da partida com o FC Porto, que se realiza amanhã à noite, em Turim. O treinador da Juventus avisa que será necessária uma exibição constante e sem erros, frisando mais do que uma vez este aspeto: "Não poderemos perder nem um minuto do jogo".

Tal como Bonucci, Pirlo também recordou a meia-final da Liga Europa de 2014, em que a Juventus foi eliminada em casa pelo Benfica. "Tivemos demasiada pressa e perdemos a clarividência", assinalou.

Exibição necessária para seguir em frente: "A Juventus terá de fazer um jogo muito técnico e vai enfrentar uma equipa compacta com duas linhas muito estreitas, pelo que haverá pouco espaço e pouco tempo para pensar.  Vai ser necessário muita técnica e poucos erros para tentar abri-los no terreno e será necessária muita paciência, porque nós não podemos ter muita pressa para avançar. Primeiro pelo meio, mas depois teremos de ter paciência para conseguir virá-los de um lado para o outro."

Jogadores que voltam de lesões: "Estão bem. Hoje todos treinaram, foi a primeira vez que eu pude ter toda a gente no grupo, sem contar com o De Ligt que só fez o aquecimeto e depois foi trabalhar à parte. Os outros estão disponíveis. Não estão 100% da sua condição física, mas já é muito tê-los entre as opções para amanhã. Chiellini só treinou hoje com o resto da equipa após três semanas ausente. Não está no seu melhor mas penso que estará disponível para amanhã".

Importante para o julgamento da primeira época a treinar a Juventus: "Amanhã será um importante e decisivo jogo para o apuramento. Para nós é como se fosse uma final e para o FC Porto também. Teremos de dar a volta ao resultado negativo da primeira mão e teremos de estar ao nosso melhor, sabendo que o desfecho está em aberto. Teremos de ser muito lúcidos para gerir o jogo. Na minha opinião não acho, porque eu sei qual é o meu projeto e o do clube. É um jogo decisivo na Liga dos Campeões."

Significado especial para o Pirlo: "Para mim não, para a equipa e para o clube sim. Nós sabemos da importância de jogar na Champions e a beleza desta competição, quando tens a hipótese de disputar estes desafios em que a energia é totalmente diferente, mas não acho que seja diferente de outros jogos importantes."

O que foi feito de errado na primeira mão: "Vimos e revimos o jogo. Tal como disse logo depois do jogo, nós planeámos jogar de forma diferente, mas surge um erro ao fim de um minuto e as cartas no jogo mudam. Mudámos a forma de jogar e eles também. Nós tínhamos ter maior clarividência em menos pressa em encontrar espaços para os ferir. A partir desses erros, tentaremos melhorar e encontrar outras soluções."

Eventuais surpresas: "Sem surpresas. Não gosto de ser um mágico a cada jogo e ter de trocar jogadores. Tendo jogadores disponíveis, deixo-os jogar nas suas funções. Felizmente temos jogadores disponíveis, mesmo que alguns não a 100%, mas estou satisfeito. A ausência do Danilo pesa porque é importante para nós, mas teremos de dar o nosso melhor e com o melhor onze."

Pressão sobre a Juventus: "Sim, sabemos que não vamos recuar, sabemos que temos todas as capacidades para seguir em frente. Sem subestimar a qualidade do Porto, mas sabendo que somos a Juventus e temos de acreditar que podemos seguir em frente. Teremos de vencer o jogo, sem cometer erros, e gerir os 90 minutos na máxima concentração e muita agressividade, sabendo que defrontamos uma equipa muito forte do ponto de vista físico e habituada a este tipo de desafios. Não podemos perder nem um minuto do jogo."

Possíveis mudanças no Porto: "Podem jogar em 4x4x2 ou com linha de cinco defesas, como fez noutros jogos importantes. Estamos a analisar e logo veremos como jogarão."

Recordações da meia-final de 2014 com o Benfica: "Tivemos a oportunidade de jogar a final em Turim, mas cometemos muitos erros especialmente porque quisemos resolver as coisas rapidamente. Estivemos com muita pressa e perdemos a clarividência. Infelizmente foi uma oportunidade falhada, porque todos queríamos jogar a final da Liga Europa em Turim"

Por André Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Juventus

Notícias

Notícias Mais Vistas