Mourinho: «Quando estás na merda tentas levantar-te, mas há pessoas neste balneário um pouco fracas»

Treinador não escondeu a frustração depois da derrota com a Juventus, por 4-3

• Foto: Reuters
José Mourinho estava furioso no final do jogo com a Juventus. A Roma chegou a liderar o encontro diante dos bianconeri, por 3-1, mas acabou por perder por 4-3. O técnico atribuiu o sucedido a um "colapso psicológico".

"Tivemos o controlo total durante 70 minutos. A equipa estava a jogar bem e estava realmente com mentalidade para adquirir o controlo. Começámos mesmo bem, a tomar a iniciativa", constatou Mourinho no final da partida, em declarações à DAZN.

"Foi tão bom durante 70 minutos, mas depois aconteceu um colapso psicológico. O 3-2 matou-nos porque o Felix fez um jogo extraordinário, que acabou com um sprint diante do Cuadrado. Tirei-o e a sua substituição acabou por deitar tudo a perder", reconheceu o treinador.

"Quando lhes permitimos os 3-2, frente a uma equipa como a Juventus, com uma mentalidade e um caráter fortes, o medo instalou-se. Um complexo psicológico. O 3-2 não foi um problema para mim, foi para eles, para a minha equipa. No final do dia, quando estás na merda, tentas levantar-te e reencontrar-te. Mas há algumas pessoas neste balneário que são demasiado simpáticas e um pouco fracas", prosseguiu Mourinho.

"Eu já disse aos jogadores que se o jogo tivesse acabado ao minuto 70 teria sido um desempenho extraordinário. Mas infelizmente não acabou aí", reconheceu.
Por Record
7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Roma

Notícias

Notícias Mais Vistas