Sérgio Oliveira mostra ambição na Roma: «O meu objetivo é voltar à seleção»

Médio português foi apresentado esta sexta-feira na equipa de José Mourinho

A carregar o vídeo ...
Sérgio Oliveira: «Tenho de agradecer muito ao FC Porto mas já eram cinco anos»
Sérgio Oliveira foi oficializado na Roma na quarta-feira e hoje foi apresentado como jogador da equipa de José Mourinho, tendo falado com os jornalistas em conferência de imprensa. O médio português, de 29 anos, que chega por empréstimo do FC Porto com opção de compra no final da época, deixou a garantia de querer aprender a falar italiano e revelou o que o levou a aceitar o convite do clube transalpino.

"Gosto de desafios. Estou grato ao FC Porto por me ter ajudado a crescer muito. A última temporada foi a melhor a nível individual. Estou aqui para mostrar o meu valor, tanto nos treinos como nos jogos. Quero ficar aqui muito tempo. Treinador está habituado a vencer e a lidar com jogadores de qualidade. Roma tem jogadores de personalidade e sou mais um para ajudar", frisou, deixando a garantia de que o regresso à seleção nacional foi outro dos motivos para se mudar para Roma.

"O meu objetivo é voltar à seleção. Portugal tem de vencer o primeiro jogo [do playoff frente à Turquia] e depois pode enfrentar Itália. Portugal tem todas as condições para jogar o próximo Mundial", apontou.

Sérgio Oliveira disse ainda que a posição favorita dentro das quatro linhas é "num meio-campo com três médios e a jogar a '8' ou mesmo num meio-campo com dois jogadores" e abordou a sua explosão tardia no futebol.

"Penso que fiz um caminho normal, nem todos somos o Mbappé. Houve dificuldades neste caminho. Aprendi muito dentro e fora do campo. Sinto-me um jogador completo, mas não mudaria nada das minhas experiências, sem elas não seria o que sou hoje", sustentou, antes de deixar elogios à equipa às ordens de Mourinho.

"Fiquei surpreso com a qualidade da equipa. As infraestruturas são excelentes. Fui muito bem recebido por todos e agradeço por isso. Já seguia a Roma e vendo-os também de fora dá para perceber os movimentos que costumam fazer dentro de campo. Com o tempo vou sentir-me cada vez mais à vontade e as coisas vão melhorar", concluiu.
Por Record
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Roma

Notícias

Notícias Mais Vistas