Tribunal indefere recurso da Roma e confirma derrota com o Hellas Verona

Em causa esteve a utilização irregular de um jogador

O Tribunal de Apelo da Federação Italiana de Futebol (FIGC) indeferiu o recurso da Roma e confirmou a derrota por via administrativa por 3-0 frente ao Hellas Verona por utilização irregular de um jogador.

O clube da capital tinha sido punido por ter feito alinhar no jogo frente ao Hellas Verona, em 19 de setembro, referente à primeira jornada da Serie A, Amadou Diawara, da Guiné Conacri, a despeito deste não constar da lista oficial de 25 jogadores do plantel principal.

Diawara, que é jogador da Roma desde 2019 e que completou 23 anos no passado dia 17 de julho, estava inscrito como sub-22 e, como tal, não fazia parte da lista oficial de 25 jogadores do plantel principal.

Os regulamentos da Serie A preveem que cada equipa deve entregar antes do início do campeonato uma lista de 25 jogadores do plantel principal, ao qual pode juntar um número limitado de jogadores sub-22.

A Roma tinha o jogador guineense inscrito na lista de sub-22 na época passada, mas esqueceu-se de o colocar na lista dos 25 do plantel principal depois daquele ter completado 23 anos.

A equipa romana tinha empatado no estádio Marcantonio Bentogi, em Verona, sem golos, mas foi punida com a pena de derrota no referido jogo, razão pela qual decidiu avançar com um recurso para a FIGC da sanção que lhe foi aplicada no passado dia 22 de setembro.

A Roma, treinada pelo português Paulo Fonseca, segue em quarto lugar na Serie A, com os mesmos 14 pontos do Nápoles, que é terceiro, a um do Sassuolo, que é segundo, e a três do líder AC Milan.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Roma

Notícias

Notícias Mais Vistas