A mudança radical nos hábitos de Deulofeu: a "sensação incrível" do jejum intermitente

Jogador espanhol fez alterações à sua rotina alimentar e afirma que se sente "maravilhoso"

• Foto: Getty Images

Gerard Deulofeu, extremo que atualmente representa a Udinese, deu uma entrevista ao canal de YouTube 'Regenera', onde revelou os 'milagres' que a alteração dos seus hábitos alimentares e o jejum intermitente trouxeram para a sua vida, tanto na recuperação de lesões como na energia que o jogador passou a sentir no dia a dia.

Muito fustigado ao longo dos anos por lesões, o espanhol revelou que os "últimos 13 meses têm sido complexos, porque o joelho sentia stress constante", algo que o obrigou a procurar a rotina perfeita de trabalho e descanso de forma a não colocar carga a mais sobre a lesão.

"Comecei a fazer jejum intermitente há cerca de um ano e meio depois da minha lesão grave. Como duas vezes por dia, porque normalmente são as vezes que treino, uma com a equipa durante a manhã, e outra para a recuperação do joelho à tarde". Deulofeu confessou ainda que, em dias de descanso, apenas faz uma refeição: "Faz-me sentir incrível. Comes de verdade, enches e respeitas o teu corpo naquela refeição, porque não te vais mexer depois".

"A primeira coisa que vem à cabeça quando se fala de jejum é alegria, tranquilidade e felicidade. É uma sensação incrível, faz-te sentir especial porque ficas com mais energia, vês tudo com mais clareza, tens tempo para tudo. O importante é sentir-me bem no dia a dia, acordar com vontade de viver, não me cansar, não dar desculpas, ser positivo. No meu caso, não me sentia assim há 25 anos, e agora é que percebo que é uma sensação maravilhosa",

Deulofeu avisa que este não é um processo fácil, uma vez que demora tempo e que, numa fase inicial, é difícil fazer uma transição alimentar tão grande de forma tão brusca: "Os primeiros meses custaram, não é fácil. Comecei por fazer dia sim dia não, ou dois dias sim, dois dias não. Pode ser estranho para a maioria das pessoas, mas dá-nos a paz de espírito por não termos o stress de ir comer. Posso ir ao ginásio às 13h e só comer às 17h. Há coisas muito mais importantes do que comer, mas as pessoas priorizam isso. A minha sensação é que consigo ir a qualquer lugar, tenho energia para qualquer tipo de treino, sinto-me muito bem e recupero melhor", rematou.

Recorde-se que Marcos Llorente, jogador espanhol do Atlético Madrid, também chegou a ser destaque por realizar jejum intermitente, algo que inspirou Deulofeu: "O Marcos ajuda-me com muitas coisas, esta foi uma delas".

Por Record
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Udinese

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.