Cristiano Ronaldo está disposto a pagar 14 milhões de euros e a declarar-se culpado dos quatro crimes de que é acusado pelo fisco espanhol, de modo a que o processo seja encerrado de vez. O jornal El Mundo escreve esta sexta-feira que o avançado português do Real Madrid fez pela primeira vez uma proposta concreta às autoridades tributárias do país vizinho, que a estão a analisar. 

O português quer que os 14 milhões incluam tanto a dívida em falta como a sanção por fraude. O jogador é acusado de ter uma dívida de 14,7 milhões de euros entre os exercícios de 2011 e 2014 pela não tributação dos seus direitos de imagem. E se não houver um acordo, o montante a pagar por Ronaldo pode ser, no pior dos cenários, até seis vezes o valor da dívida.