José Cid: «Há sempre esperança para Portugal»

Prefere não fazer prognósticos e sublinha que ‘o ataque é sempre a melhor defesa’. Na opinião do músico, CR7 é que deve escolher o sítio onde se sente melhor para jogar e afirma que tem receio do terrorismo.

RECORD –
Quais as expectativas para o Euro’2016?

JOSÉ CID – Prefiro que a Seleção comece mal e acabe bem, não ao contrário como aconteceu no jogo com a Islândia. O ataque é sempre a melhor defesa. Há sempre esperança para Portugal.

R – O que mudaria no grupo de jogadores escolhido por Fernando Santos?

JC – Na frente gostava de ver Nani e Quaresma. Não gostei de ver o Danilo jogar, não lhe tiro mérito de jogador, mas não esteve à altura no primeiro encontro. Num jogo de Portugal, Cristiano Ronaldo tem de jogar no sítio onde mais gosta. Tendo nós o melhor jogador do Mundo, acho que tem de ser ele a decidir onde quer jogar.

R – Tem receio da ocorrência de atentados terroristas durante a prova?

JC – Hoje o terrorismo está escondido de uma forma muito cobarde, ataca pessoas indefesas, simplesmente mata por matar. É possível que haja mais ataques e é também possível que não haja. Tenho receio, sim.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Jogo da Vida

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.