Madelene Wright: foi dispensada do Charlton, criou conta no OnlyFans e agora faz fortuna

Aos 23 anos, a ex-jogadora ganha mais do que qualquer profissional do futebol feminino em troca de conteúdos para adultos

Mais de um ano depois de ter sido dispensada pela equipa feminina de futebol do Charlton, Madelene Wright tornou-se uma verdadeira marca das redes sociais e dos conteúdos para adultos.

A saída conturbada do clube inglês deixou a ex-atleta, de apenas 23 anos, destroçada, mas não lhe retirou a ambição de procurar alternativas para o sucesso... caminho que encontro com recurso ao 'OnlyFans', plataforma onde criadores de conteúdo podem ganhar dinheiro através dos utilizadores que subscrevem os seus serviços, que normalmente são de entretenimento para adultos.

Em entrevista ao jornal 'The Sun', Madelene Wright falou sobre a sua saída do mundo do futebol, um local onde pertence regressar um dia para voltar a jogar e explicou como conseguiu o seu primeiro meio milhão de euros através da venda de conteúdos para adultos na plataforma 'OnlyFans'. 

"Eu adorava estar no Charlton, todos os meus treinadores e as minhas companheiras de equipa, então a decisão [do clube] deixou-me de coração partido. Quando pertences a uma equipa de futebol, eles tornam-se a tua família, então afastar-me de tudo isso foi muito difícil para mim. Depois de ter sido dispensada, continuei a pensar se algum dia poderia voltar a jogar futebol, a que nível poderia jogar e se outras equipas iriam procurar-me", começou por contar a ex-jogadora.

Desde que deu entrada na controvérsia plataforma, não foi só a conta bancária de Madelene Wright que viu os números crescerem, também as redes sociais começaram a receber vários zeros... à direita. "Tudo isto abriu-me portas para outras indústrias. E aconteceu tudo muito rapidamente, muitas marcas começaram a entrar em contacto comigo. Algumas marcas de roupa, empresas de biquínis e algumas empresas de desporto queriam trabalhar comigo. Uma delas até me ofereceu um contrato de chuteiras de futebol. Era como se a minha carreira tivesse terminado, enquanto que outra estava a começar apenas", atirou.

"No meu primeiro ano, fiz uma poupança de meio milhão de libras (cerca de 600 mil euros). Consegui comprar a minha própria casa, pude viajar pelo mundo inteiro e desfrutei de muitas coisas luxuosas", adianta, assumindo que continua focada em criar o seu próprio "império". "Quero começar o meu próprio negócio, tornar-me uma empreendedora de sucesso e afastar-me do estereótipo. Quero ser vista como uma mulher de negócios. Quero construir um império. Para mim, é importante que todos percebam que podem sempre começar tudo de novo."
Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Jogo da Vida

Notícias