Totti: «O meu maior troféu é a minha lealdade a Roma»

Aos 40 anos, Francesco Totti continua a vestir a camisola da Roma, um sonho de criança que vive há já 25 anos

Aos 40 anos, Francesco Totti continua a vestir a camisola da Roma, um sonho de criança que vive há já 25 anos. Para assinalar a época dourada de ‘il capitano eterno’, a Nike criou as novas botas Tiempo Totti X Roma, de edição limitada.

– Com apenas 16 anos estreou-se na equipa principal da Roma. Como recorda esse momento?

FRANCESCO TOTTI – Foi um sonho tornado realidade. Quando Boskov [treinador] chamou um substituto, não queria acreditar que era a minha oportunidade. Para um adepto, a estreia na equipa principal com a camisola da Roma é grandioso.

– É conhecido como ‘il capitano eterno’ [‘capitão eterno’]. O que significa para si?

FT – É personificar o sonho de muitas crianças. É uma grande responsabilidade.

– Acaba de completar 25 anos na Roma. Qual foi a principal motivação para ficar no mesmo clube durante toda a sua carreira como futebolista?

FT – É simples. Quando era uma criança, tinha um sonho: ter uma carreira envergando a única camisola que amo. E nunca atraiçoei essa ideia.

– Viveu toda a sua vida em Roma. O que gosta mais da cidade? Pode-se dizer que Roma lhe deu tudo, tanto a nível pessoal como profissional?

FT – Roma é a cidade mais bonita do Mundo. Pode sempre surpreender com uma pequena rua, um canto, um pormenor. Como romano e adepto da Roma, tem sido uma honra construir a minha carreira aqui. Claro que podia ter conquistado mais troféus noutros locais, mas o meu maior troféu é a minha lealdade a Roma.

– Qual é o melhor jogador inglês que defrontou ao longo da carreira?

FT – Steven Gerrard. Um campeão, um exemplo.

– Manter-se ao mais alto nível durante tanto tempo é incrível. Como fez para se proteger e cuidar do corpo durante tantas épocas?

FT – Na realidade, a resposta a isso está na pergunta: cuido-me e, principalmente, nunca me dou por vencido perante as lesões que sofro, mesmo as mais graves.

– Ganhou o Mundial’2006 pela Itália. Mas quando pensa no campeonato ganho pela Roma, encara este troféu mais importante e emocionante?

FT – São emoções diferentes. É claro que para um romano ganhar o campeonato envergando a camisola da Roma é um sentimento indescritível. Mas o Mundial na Alemanha representa um ponto alto na minha carreira. Continuo muito próximo da equipa que ganhou em Berlim.

– O que representa o facto de a Nike ter desenhado as botas Tiempo douradas com o seu nome?

FT – Estou honrado que a Nike tenha criado um produto específico para mim. É uma iniciativa que vai envolver os adeptos inevitavelmente e faz-me sentir ainda mais orgulhoso. As botas têm muitas referências da minha carreira e da minha família. É o resultado de uma longa jornada.

– O que representa o dourado?

FT –É uma referência à minha cidade, mas também ao sucesso que alcancei com a camisola da Roma, e representa a seleção italiana.

– Tem alguns rituais que manteve ao longo da carreira, uma rotina especial antes de um dérbi?

FT – Não há rituais nem rotinas, exceto aqueles momentos clássicos e memoráveis que ficam no coração para sempre, como sair de campo com os meus colegas depois de uma vitória.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Jogo da Vida

Notícias