Despacho do Governo considera europeu de andebol um evento de "interesse público"

Atraso na publicação deu origem a 'guerra' entre a RTP e a Federação Portuguesa de Andebol

• Foto: Reuters

A não transmissão por parte da RTP dos encontros da fase final do europeu de andebol, prova em que a Seleção Nacional registou o melhor resultado de sempre - o 6.º lugar -, criou alguma polémica envolvendo a estação pública, o presidente da Federação Portuguesa de Andebol (FPA), Miguel Laranjeiro, e ainda o selecionador nacional, Paulo Pereira.

De acordo com o despacho publicado esta segunda-feira, as "participações de praticantes portugueses, bem como das seleções nacionais «A», nas fases finais das Competições do Mundo e da Europa das diversas modalidades desportivas", são consideradas um dos eventos considerados de interesse generalizado do público, para o ano de 2020.

Contudo, a RTP alegou, em resposta à carta enviada pelo presidente da FPA à estação pública, não ter tido conhecimento da publicação do despacho governamental, razão pela qual os jogos da fase final da seleção portuguesa de andebol não foram transmitidos em canal aberto.

Posteriormente, foi a vez do selecionador nacional endereçar críticas à RTP. "Não sei por que razão a televisão pública não cumpre a função que devia ter. É uma tristeza, fico mesmo magoado", apontou Paulo Pereira, após bater a Suécia, ex-vice-campeã europeia, na ronda inaugural da prova.

Por Sérgio Magalhães
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Andebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.