Euro'2028: Portugal e Espanha formalizam candidatura conjunta

Lisboa (dois grupos), Madrid, Málaga, Valência e Ourense são as cidades

A Federação de Andebol de Portugal e Real Federação Espanhola de Andebol formalizaram esta terça-feira junto da EHF a candidatura conjunta para receber o Campeonato Europeu masculino em 2028. O anúncio oficial dos organizadores deverá acontecer em novembro.

A candidatura ibérica para receber o Campeonato da Europa de 2028 é agora uma realidade. Portugal e Espanha lutarão juntos para organizar o evento continental de excelência, uma vez que a Federação de Andebol de Portugal e a Real Federação Espanhola de Andebol já apresentaram o documento de formalização de candidatura à EHF.

Sob o lema "We play under One Anthem" (Jogamos sob o mesmo hino), o calendário concebido para o evento, entre 13 e 30 de janeiro, terá uma semana de competição na Ronda Preliminar em Lisboa (dois grupos), Madrid, Málaga, Valência e Ourense. Posteriormente, Madrid e Lisboa ficarão responsáveis pela ronda principal, deixando o fim-de-semana final, exclusivamente, para a capital de Espanha.

O Presidente da Federação de Andebol de Portugal, Miguel Laranjeiro, em declarações reproduzidas pelo site da FPA, salientou que "a entrega da candidatura para a realização do Europeu 2028 à Federação Europeia de Andebol (EHF), termina um processo de grande cooperação entre Portugal e Espanha. É essa união que queremos promover com a realização do Europeu de Andebol. Juntos somos mais fortes e esta candidatura pretende mostrar a toda a Europa do Andebol que os dois países, para além de amigos e vizinhos, têm todas as condições para a realização do Europeu 2028. Será uma oportunidade única para ver as melhores seleções europeias e um dos momentos mais esperados por todos os atletas, agentes  e adeptos da modalidade. Espero que possamos obter a confiança dos nossos amigos do andebol, no próximo Congresso da EHF, para que preparemos com todo o entusiasmo e empenho a maior festa do Andebol europeu."

Também o Presidente da Real Federação Espanhola de Andebol, Francisco V. Blázquez, reconheceu que "esta é uma candidatura ambiciosa mas sustentável, e com um projecto comum que se baseia no que nos une: a paixão pelo nosso desporto, o modo de vida, que está profundamente enraizado na família do andebol, e a intenção de deixar um grande legado para as gerações futuras". Além disso, Blázquez salientou que "desde o primeiro momento pensamos num conceito único, de juntar dois caminhos para formar um, e pode certamente dizer-se que estamos a desenvolver um plano estratégico para poder reunir as melhores características de cada Federação e de cada país e formar uma forte aposta que finalmente traria um evento de tal magnitude para o sul da Europa".

4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Andebol

Notícias

Notícias Mais Vistas