Madeira SAD moralizado para a final da Taça Challenge

Segunda mão realiza-se no sábado

• Foto: Hélder Santos

Os jogadores do Madeira SAD afirmaram esta quarta-feira que estão ainda mais motivados para a segunda mão da final da Taça Challenge, que se realiza no sábado, frente ao CSM Bucareste, na Roménia.

Em declarações à agência Lusa logo após o triunfo sobre o Benfica, no Funchal, por 25-21, Elledy Semedo, que apontou quatro golos, reconheceu a importância da vitória, a primeiro no grupo A do campeonato nacional, poucas horas antes de fazer as malas para o aeroporto.

"Moral extra? Sim, apesar das nossas condicionantes. Temos de acordar cedo para ter de viajar até lá [Bucareste] e, obviamente, sabe sempre melhor viajar com uma vitória frente a um 'grande'. Agora, vamos sair do grupo A do nosso campeonato e entrar na competição europeia da Taça Challenge", disse.

O empate 22-22 registado na primeira mão, na Madeira, merece análise para estudar melhor o adversário, embora o tempo parece ser escasso, já que o Madeira SAD tem um calendário muito preenchido, o que torna o desafio "complicado" e os jogadores têm de estar "fisicamente e mentalmente predispostos".

O lateral é o melhor marcador da Taça Challenge desta época, com 52 remates certeiros até ao momento, mas a prioridade é levantar o troféu com o resto da equipa.

"Para mim, o mais importante é a Taça Challenge, visto que é a segunda vez que tenho esta oportunidade. É muito mais gratificante receber a taça, na minha opinião, até porque um dos meus objetivos pessoais é ganhar um troféu europeu. Se conseguir, melhor. E, como bónus, o prémio de melhor marcador também seria ótimo", comentou.

Outro lateral da formação insular, Elias António, também falou com a agência Lusa, vivendo um bom momento de forma, pois apontou cinco golos ao Benfica, após ter sido o melhor marcador da primeira mão da final, na qual fez sete tentos.

"Esta vitória motiva-nos ainda mais e dá-nos uma energia extra para encararmos o desafio difícil que temos na Roménia, mas acho que o grupo, com este resultado, está moralizado, concentrado e tem forças para podermos ganhar aos romenos", adiantou.

O trabalho de equipa é a principal razão para o sucesso do Madeira SAD, apontou o jogador angolano, que garantiu uma "retificação dos erros" cometidos no primeiro jogo, no qual os madeirenses perderam uma vantagem de cinco golos perto do final.

Elias António lembrou a lesão no joelho direito, que o afastou dos campos por dois meses, e prometeu "a mesma determinação e a mesma garra" do coletivo para o encontro decisivo, perante o CSM Bucareste, orientado pelo selecionador português, Paulo Pereira.

A segunda mão da final decorre sábado, em Bucareste, e tem início às 14:30 (12:30 em Portugal).

Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Andebol

Notícias

Notícias Mais Vistas