Paulo Fidalgo considera final da Taça Challenge um "sonho concretizado"

Técnico do Madeira SAD espera um grande jogo na primeira mão

Paulo Fidalgo
Paulo Fidalgo • Foto: Hélder Santos 

O treinador do Madeira SAD, Paulo Fidalgo, destacou o "sonho concretizado" pela presença histórica na final da Taça Challenge e espera um grande jogo na primeira mão, no domingo, diante do CSM Bucareste.

Em declarações à agência Lusa no início do penúltimo treino antes da partida no Pavilhão do Marítimo, que sofreu algumas alterações de modo a poder acolher a final da prova europeia.

"Estou muito contente e muito satisfeito por estar aqui neste espaço, só de andebol, bem organizado, com duas grandes bancadas, um grande piso e uma infraestrutura muito bonita, que orgulha a região e os madeirenses que acompanham o andebol", salientou Paulo Fidalgo, revelando que o palco vai encher, com mais de 1.000 espetadores.

O orgulho é imenso pela página dourada criada na história do clube e do andebol português e Paulo Fidalgo descreveu a sensação de fazer parte de um momento inesquecível.

"É um grande orgulho, porque foram realizados vários sonhos nesta participação europeia, com o grande objetivo de chegar à final. Um trabalho que começou com o nosso presidente [Carlos Pereira], com a tomada de decisão de jogar nas provas europeias, o que foi um arrojo e um desafio financeiro e a construção de um plantel que permitisse esse sonho, que nós nunca temos a consciência de que pode ser possível, mas as rondas foram acontecendo e conseguimos concretizar esse sonho", contou.

A final será disputada frente aos romenos do CSM Bucareste, equipa orientada pelo selecionador nacional, Paulo Pereira, que conhece muito bem Paulo Fidalgo, já que o treinador do Madeira SAD é seu adjunto na equipa das 'quinas'.

"Eu estou muito feliz. Prefiro jogar finais, jogos decisivos e importantes, com amigos. É importante para ele, para mim, para as duas equipas, para o andebol português. Se as perder, não serei tão infeliz. É um orgulho estar a comungar com o Paulo [Pereira] esta final", comentou.

Mesmo com a alegria de defrontar o amigo, Paulo Fidalgo reconhece que o conhecimento do adversário poderá tornar-se numa vantagem para o conjunto de Bucareste.

"Tanto eu como o Paulo somos treinadores sérios e competentes, que preparam bem as suas equipas. Para mim, ele é o melhor treinador português. Para o Madeira SAD é uma desvantagem, porque o Paulo conhece muito bem o andebol português, mas prefiro enfrentar o Paulo na final do que qualquer outra equipa europeia", justificou.

O Madeira SAD realiza uma temporada de alto nível, já que, além da final europeia, está no grupo A da segunda fase da Liga portuguesa e nas meias-finais da Taça de Portugal, o que leva a prioridades.

"Uma equipa da classe média, como a nossa, estar no campeonato, na Taça e nas provas europeias é um desafio muito arrojado. É uma felicidade estarmos nas três frentes, mas não posso negar a realidade. Tivemos de tomar algumas decisões. Conseguimos jogar o grupo A na máxima força? Claro que não. O nosso foco fica mais aguçado e aprimorado quando defrontamos as equipas europeias", admitiu.

A partida entre Madeira SAD e CSM Bucareste realiza-se no domingo, no Pavilhão do Marítimo, no Funchal, às 15:30.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Andebol

Notícias

Notícias Mais Vistas