Selecionador alemão considera Portugal "a grande surpresa do torneio"

Técnico encara jogo frente à equipa das quinas com "seriedade máxima"

• Foto: Reuters

O selecionador alemão de andebol, Christian Prokop, está a preparar com "seriedade máxima" o jogo de atribuição dos quinto e sexto lugares do Euro'2020, no qual vai encontrar em Portugal, "a grande surpresa" do torneio.

"Será muito interessante, porque poderemos encontrar-nos de novo dentro de muito pouco tempo, no torneio de qualificação olímpico, e essa é mais uma razão para encararmos este jogo com seriedade máxima", disse Prokop à agência Lusa na Tele2 Arena, em Estocolmo, palco do encontro de sábado, com início às 15h00.

O treinador alemão não hesitou em considerar a seleção portuguesa como "a grande surpresa" da competição, apesar de "Eslovénia, Hungria e Áustria também terem conseguido resultados surpreendentes", notando que "a forma de jogar de Portugal apresenta muitas variantes táticas".

"Estaremos bem preparados para o seu 'sete contra seis', mas temos de reconhecer que é muito difícil parar a seleção portuguesa quando joga com esse modelo, pois fica com muitas soluções para finalizar", assinalou.

Prokop defendeu que "a maior força de Portugal reside no seu coletivo e na união entre os seus jogadores", mas, "naturalmente", destacou Alfredo Quintana, "um excelente guarda-redes". "Conhecemo-lo suficientemente bem para sabermos que temos de ser muito precisos para o conseguir bater."

O técnico germânico observou ainda que a equipa das quinas tem demonstrado ser "muito forte na defesa" e conseguido "encontrar as melhores soluções atacantes em momentos decisivos", elogiando o "grande desenvolvimento do andebol português nos últimos anos. "Tenho a certeza de que os caminhos de Portugal e da Alemanha se vão cruzar com mais frequência nos próximos anos e que a seleção portuguesa vai ser capaz de lutar pelas medalhas em edições futuras do Europeu", antecipou Prokop.

Apesar de ter aceitado o favoritismo da seleção alemã, detentora de três títulos mundiais, dois europeus e um olímpico, Philip Weber espera um jogo "muito difícil" perante um adversário cujo desempenho na prova não surpreendeu o lateral esquerdo. "Portugal fica com um ataque muito forte quando joga em 'sete contra seis', por isso temos de estar muito concentrados na defesa, e tem também um guarda-redes muito bom. O contra-ataque pode ser uma arma importante para vencer a equipa portuguesa", declarou Weber à 'Lusa'.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Andebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.