Pichardo recebeu Medalha de Honra da Cidade de Setúbal

Após sagrar-se campeão da Europa do triplo salto em pista coberta

• Foto: Câmara Municipal de Setúbal

Pedro Pablo Pichardo, campeão da Europa do triplo salto em pista coberta, foi esta terça-feira homenageado com a Medalha de Honra da Cidade de Setúbal, com a presidente da Câmara Municipal a classificá-lo como "setubalense de honra".

"Ser um exemplo inspirador é algo que só está ao alcance daqueles que se esforçam, que trabalham e que têm talento. Pedro Pichardo é tudo isto. É um trabalhador. É talentoso. Sabe o que faz nas pistas porque suou muitas horas para chegar à perfeição", destacou Maria das Dores Meira na cerimónia, perante um atleta que se assumiu "nervoso" e "reconhecido pelo acolhimento em Portugal e em Setúbal".

Pichardo nasceu em Cuba, mas acabou por optar pela cidadania portuguesa e estará nos Jogos Olímpicos Tóquio2020 ao serviço de Portugal. Treinado pelo pai, Jorge Pichardo, que também se radicou em Portugal, faz a sua preparação por regra no complexo municipal de atletismo de Setúbal.

"Ele é setubalense a partir do momento em que veio treinar no nosso Complexo Municipal de Atletismo. A partir do momento em que estabeleceu relações de amizade e de cumplicidade com a cidade, que, estamos certos, se manterão para sempre", referiu a autarca, recordando ainda que a distinção foi aprovada por unanimidade na reunião pública da autarquia de 17 de março.

Emocionado, Pedro Pablo Pichardo agradeceu a distinção da Câmara Municipal de Setúbal e mostrou-se "grato" por todo o apoio dado pelo município e por Portugal, a partir do momento em que decidiu deixar de saltar por Cuba. "Estou um bocadinho nervoso. Só quero agradecer a todos os presentes por esta homenagem. Não tenho palavras. Só tenho a agradecer a forma como as pessoas me têm acolhido em Portugal e em Setúbal", disse.

Em 17 de março, a Câmara Municipal de Setúbal deliberou por unanimidade a atribuição da Medalha de Honra da Cidade, na Classe Desporto, a Pichardo, em "reconhecimento dos seus feitos desportivos e do contributo para o engrandecimento e divulgação da cidade além-fronteiras".

Pedro Pablo Pichardo, nascido em Santiago de Cuba há 27 anos e naturalizado português em 2017, venceu, em 07 de março, os Europeus de Pista Coberta, ao saltar 17,30 metros, marca alcançada logo no primeiro ensaio, não dando hipótese aos demais concorrentes, todos eles a mais de vinte centímetros de distância na final.

O saltador tem no currículo vários pódios internacionais, primeiro como cubano e depois como português, sendo uma das principais referências mundiais da modalidade nos últimos anos.

Em 2013, na sua primeira participação num mundial absoluto, ficou a poucos centímetros do ouro, terminando em segundo. Em 2014, conseguiu a melhor marca mundial do ano, mas ficou em terceiro lugar nos Campeonatos do Mundo de Pista Coberta.

No ano seguinte, foi campeão nos Jogos Pan-Americanos, medalha de prata no Campeonato do Mundo e esteve envolvido naquela que é recordada como 'a melhor competição de triplo salto da história', na qual ganhou ao campeoníssimo norte-americano Christian Taylor, na única vez em que dois atletas saltaram acima de 18 metros no mesmo dia.

Ainda em 2015, saltou 18,08 metros em Havana, recorde pessoal que o coloca como quarto melhor atleta de sempre na disciplina. Já em abril de 2017, assinou contrato com o Benfica e em dezembro passou a ser cidadão português.

Em 2018, Pichardo tornou-se também recordista de Portugal ao saltar 17,95 metros no 'meeting' de Doha da Liga Diamante, prova que venceu. Meses depois, sagrou-se campeão da Liga Diamante pela primeira vez na sua carreira.

Há dois anos, na prova da Liga Diamante realizada em Roma, alcançou a marca necessária para garantir ida aos Jogos Olímpicos Tóquio2020, evento entretanto adiado para 2021 devido à pandemia de covid-19.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.