«A tosse passou a durar 10 minutos e depois comecei a cuspir sangue»: o relato de atleta italiano

Edoardo Melloni conta como começaram os sintomas e qual o tratamento que lhe foi aplicado

A Itália ultrapassou quinta-feira o número de vítimas mortais por Covid-19 da China, país epicentro da doença, ao chegar às 3405 mortes e a cada dia chegam relatos impressionantes do drama que se vive no país. Nas últimas horas, o atleta Edoardo Melloni, contou como foi o seu caso em entrevista à Associação Internacional de imprensa desportiva.

"Estou bem. Felizmente cheguei a tempo às urgências, onde me diagnosticaram uma pneumonia e acusei positivo ao coronavírus. Por sorte estava tudo na fase inicial e todos acreditámos que em pouco tempo saíria dali", refere.

Edoardo Melloni conta que começou a "ter febre de 37,5 e um puco de tosse seca" mas que depois esses sintomas se agravaram.  "A tosse passou a ser cada vez mais intensa e a durar entre 5 a 10 minutos. Era forte e seca. Nessas alturas acabei a cuspir sangue", relata.

Edoardo Melloni descreve ainda outros sintomas: "Uma coisa que se deve ter em atenção é a perda dos sentidos gosto e olfato. Isso pode suceder em pessoas que não tenham por exemplo tosse e febre. No meu caso a ausência de gosto foi total. Não sabia distinguir um pedaço de chocolate de cenoura cozida ou macarrão com molho", diz. 

O atleta explica como foi o tratamento no hospital: "Decidiram aplicar-se uma terapia usada em Wuhan, uma combinação de medicamentos usado para a artritis e administrada nos doentes com SIDA".

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.