Campeão olímpico do disco diz que presidente do COI "devia demitir-se"

Christoph Harting fala dos efeitos do escândalo de doping generalizado na Rússia

• Foto: EPA

O alemão Christoph Harting, campeão olímpico do lançamento do disco, disse esta quinta-feira que o presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, "devia demitir-se" devido ao escândalo de doping generalizado na Rússia.

"Thomas Bach devia demitir-se para que o COI tenha um novo líder, que defenda o desporto limpo de forma consistente", referiu o atleta, de 26 anos, em entrevista ao jornal 'Berliner Morgenpost'.

Para Christoph Harting, "os ideais olímpicos perderam credibilidade nos últimos anos", pelo que "há a necessidade de reformas transparentes, compreensíveis e duráveis", caso contrário, o germânico teme que os Jogos "morram lentamente até 2040".

O campeão olímpico no Rio2016 não entende porque Bach não excluiu o comité russo da competição, depois de um relatório da Agência Mundial Antidopagem ter apresentado provas de doping generalizado na Rússia.

Em julho, o irmão mais velho de Christoph Harting, Robert, campeão olímpico do disco em Londres2012, já tinha acusado Thomas Bach de ser "um elemento que faz parte do sistema [doping]".

Christoph Harting defendeu também que "todos os atletas que recorrerem ao doping em consciência, devem ser banidos do desporto".

"Daria apenas uma segunda oportunidade a atletas com análises positivas por terem tomado, de forma não deliberada, medicamentos ou suplementos", frisou o atleta alemão.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.