Dulce Félix regressa ao local de partida

Ganhou nas Açoteias a primeira medalha europeia e o primeiro de seis títulos nacionais

• Foto: Bruno Pires

Campeã nacional nos últimos seis anos, Dulce Félix parte confiante para mais um Campeonato de Portugal de corta-mato, no domingo, nas Açoteias, integrado no Cross das Amendoeiras em Flor. "Sou uma das candidatas, como o fui há um ano ou no recente Nacional de estrada", assume a atleta do Benfica, 33 anos, que persegue agora o recorde de vitórias de Rosa Mota (8, embora não seguidas). "Mas estaremos todas na luta e eu sei que, um dia, terei mesmo de perder. De ano para ano será mais difícil. Mas estou preparada para isso…"

As sportinguistas Sara Moreira (já quatro vezes vice-campeã nacional) e Jéssica Augusto (três vezes campeã entre 2007 e 2009 mas que não participa desde 2011) serão as principais adversárias de Dulce Félix numa pista de boas recordações. "Estamos muito equivalentes, qualquer uma pode ganhar", afirma Dulce, contente por regressar à pista do Cross das Açoteias. "Gosto bastante. Foi ali que, em 2010, ganhei o meu primeiro título nacional e a minha primeira medalha europeia [foi 3ª no Europeu]. E o facto de a prova, este ano, ter 10 e não apenas oito quilómetros, também me agrada, é bom para mim."

Luta entre rivais

Coletivamente, será mais uma luta Benfica-Sporting. Depois de 14 anos de domínio absoluto do Maratona (2000-2013), os leões, que foram segundos em 2013, ganharam em 2014, e o Benfica, 2º em 2014, venceu em 2015, naquele que foi o primeiro título da formação encarnada desde 1990.

"À partida, como campeãs nacionais em título, somos favoritas e esse é mesmo o principal objetivo", refere Dulce Félix. "Estamos todas bem, a equipa é bastante homogénea, acredito que vamos ganhar novamente", concluiu. Salomé Rocha, Catarina Ribeiro, Vanessa Fernandes e Mónica Silva são as restantes principais atletas da equipa, que em janeiro último se sagrou também campeã de estrada.

"Depois fomos à Taça dos Clubes Campeões Europeus, apanhámos muito frio e regressámos todas engripadas. Mas uma semana depois já estávamos a treinar bem novamente…", explicou a principal esperança benfiquista para o Nacional de domingo.

Por Arons de Carvalho
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.