Mundiais: Espanhol deu bofetadas a si mesmo nos 50 km marcha

Espanhol Marc Tur partilhou momentos de 'pânico' quando pensou abandonar

Tal como na maratona feminina, onde grande parte do pelotão foi forçado a abandonar com problemas físicos, também os 50 quilómetros marcha dos Mundiais de atletismo obrigaram os atletas a um esforço hercúleo devido às temperaturas incrivelmente elevadas que se registaram em Doha. Muitos desistiram, como a portuguesa Inês Henriques, e muitos outros pensaram em fazê-lo, claramente afetados pelas brutais condições atmosféricas.

Foi o caso do espanhol Marc Tur, o 19.º colocado na prova em que João Vieira foi vicecampeão, que em declarações à imprensa espanhola revelou a forma bastante peculiar (e até 'louca') como derrotou os sinais da mente quando esta lhe aconselhava a desistir. "Foi duríssimo, mas pelo menos acabei. No quilómetro 30 passou-me pela cabeça abandonar, mas continuei. Tentei fazer de tudo, inclusivamente esbofetear-me para tentar afastar essa tentação. Era o meu primeiro Mundial e queria acabar", declarou o atleta espanhol, num relato que traduz bem as condições quase desumanas em que estes campeonatos têm sido disputados.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0