Europeus de corta-mato: equipa feminina portuguesa já está escolhida

Primeira convocatória da nova temporada

• Foto: Lusa

A Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) já tem escolhida a seleção feminina que vai participar nos Campeonatos Europeus de corta-mato, que se realizam em Tilburg, na Holanda, em 9 de dezembro, anunciou esta quinta-feira a FPA.

Na primeira convocatória da nova temporada, o selecionador nacional, José Santos, convocou as melhores meio-fundistas portuguesas da atualidade para representarem Portugal na mais importante prova de corta-mato do velho continente.

Assim, foram já convocadas Catarina Ribeiro, Inês Monteiro, Jéssica Augusto, Salomé Rocha, Sara Moreira (todas do Sporting) e Marta Pen (do Benfica), todas para a equipa principal, que tem um percurso com oito quilómetros, e ainda a júnior Mariana Machado, do Sporting de Braga, para a prova do respetivo escalão, que terá a distância de quatro quilómetros.

Foram ainda pré-selecionados mais três atletas: Ana Dulce Félix, Rui Pinto e Samuel Barata, todos do Benfica, que terão de mostrar estar em boa forma nas competições realizadas entre os dias 4 e 25 de novembro (nos quais se inserem os corta-matos da Amora, dia 04, Barcelos, dia 11, e em especial Torres Vedras, dia 18), bem como o Crosse espanhol de Alcobendas, no dia 25).

O crosse espanhol entra nas contas porque o responsável pela equipa, o novo técnico nacional de meio-fundo longo, António Sousa, escolherá seis atletas sub-20 e sub-23, de ambos os sexos, para competirem nesta prova, saindo daí os quatro melhores portugueses para competirem nos Europeus.

Também para os seniores masculinos, a FPA promoverá a participação de quatro atletas, sendo os dois melhores portugueses selecionados para os Europeus.

Contudo, na nota enviada pela FPA, há a ressalva de poderem participar outros portugueses em Alcobendas, sendo todos eles elegíveis para a escolha final.

Portugal apresenta ainda como novidade uma equipa nacional a participar na estafeta mista dos Europeus de Tilburg. Para isso, o Crosse de Torres Vedras terá duas provas de 1.500 metros (uma para cada sexo), nas quais serão escolhidos os dois primeiros de cada prova para representar Portugal nessa estafeta, que terá quatro voltas de 1,5 quilómetros.

A FPA refere que "caso de alguma das atletas selecionadas não possa integrar a seleção nacional, o processo de seleção será semelhante ao dos seniores masculinos, ou seja, a FPA promoverá a participação até ao máximo de quatro atletas ao Cross Internacional de La Constitución, em Alcobendas, Espanha, e selecionará as atletas necessárias para preencher as vagas em aberto".

A federação lusa fez ainda um alerta aos atletas: "A presença dos atletas convocados é obrigatória. A ausência injustificada implica a suspensão imediata de todos os apoios ao atleta e ao respetivo treinador. A dispensa por lesão terá de ser confirmada pelo departamento médico da FPA e implica a ausência do atleta de qualquer competição até 01 de janeiro de 2019."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.