Leão Hélio Gomes regressa em 2019

Suspensão por doping será de dois anos

• Foto: Fernando Ferreira

O fundista Hélio Gomes, do Sporting, poderá retomar a competição no próximo ano, a confirmar-se o castigo de dois anos por ter sido apanhado nas malhas do doping num controlo efetuado a 11 de junho de 2017 na Bélgica, após ter ganho uma prova de 3.000 metros.

De acordo com fontes ligadas ao processo contactadas por Record, tudo indica que o castigo de suspensão de dois anos será revelado nas próximas semanas. Isto vai permitir que Hélio Gomes, de 33 anos, possa agora vislumbrar uma oportunidade de competir nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.
Se o castigo fosse de 4 anos seria quase impensável ao corredor de Alvalade apontar os objetivos para um regresso a competições de elevado nível.

O nosso jornal sabe que Hélio Gomes foi apanhado com Eritropoietina. O castigo poderia ir de 2 a 4 anos, mas a defesa do atleta foi bem fundamentada.

Hélio Gomes estava a treinar-se nos últimos anos sob a orientação do espanhol António Serrano, antigo maratonista olímpico, e ao ser apanhado com doping terminou de imediato com a ligação.
Hélio Gomes bateu o recorde pessoal (7.51,19 m) na prova que ganhou de 3.000 metros na Bélgica, a 11 de junho de 2017. Posteriormente foram anulados os resultados obtidos a seguir a esta data, nomeadamente a marca de 13.35,00 m, em Huelva, Espanha, a 14 de junho.
O Sporting esteve sempre solidário com o seu atleta, dando-lhe apoio psicológico.

Por Norberto Santos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.