Record

Meia-maratona de Lisboa vai para recorde mundial

Aposta assumida e há 50 mil euros para quem recuperar em Lisboa a melhor marca do Mundo

• Foto: Fernando Ferreira
Mesmo sem entrar em loucuras, a aposta na contratação de atletas de elite não deixa de ser elevada: bater amanhã o recorde do Mundo da Meia-Maratona de Lisboa, na 29ª edição da prova.

Não haverá surpresas se for um africano a assumir esse protagonismo, tanto em masculinos como em femininos, entre 35 mil concorrentes. E quem o conseguir vai ficar com as mãos cheias de dinheiro. Serão 50 mil euros que estão prometidos.

"Perdemos o recorde do Mundo para Valência o ano passado e queremos que volte para a Meia-Maratona de Lisboa", disse de forma convincente Carlos Móia, presidente do Maratona, que se esmerou em trazer alguns dos melhores atletas mundiais de estrada.

A elite é vasta, com 21 atletas com marcas até aos 61 minutos, sendo que não é fácil superar o registo que foi obtido em outubro de 2018, em Valência, pelo queniano Abraham Kiptum, com 58.18 minutos, superando a marca em Lisboa, fixada pelo eritreu Zersenay Tadese, com 58.23 minutos em 2010.

O surpreendente vencedor do ano passado, o queniano Erick Kiptanui, volta a marcar presença, mas terá forte oposição de dois compatriotas: Bernard Koech e Solomon Yego, ambos com marcas inferiores a 59 minutos.

Em femininos, a queniana Vivian Cheruyiot, campeã olímpica em 5.000 metros, e segunda classificada na ‘Meia’ de Lisboa em 2017, regressa a pensar na vitória. Mas atenção à etíope Gelete Burka, vice-campeã olímpica dos 3.000 metros obstáculos.

"Há indicações de termos boas condições atmosféricas para se falar na queda do recorde mundial", sustentou Carlos Móia, salientando o facto de as inscrições terem fechado há uma semana, havendo uma presença de 7.500 atletas estrangeiros. "Mas temos um outro dado bastante interessante: vamos ter em Lisboa atletas de 90 países, o que é elucidativo da abrangência da prova", referiu o promotor do evento, que contará com a presença de alguns dos melhores fundistas portugueses, como é o caso de Hermano Ferreira.
Por Norberto Santos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas