Mundiais: Ana Cabecinha aponta às 8 primeiras

Nos 20 km marcha

• Foto: Paulo Calado
Depois do 4º lugar conquistado no último Mundial em Pequim (2015), a portuguesa Ana Cabecinha aponta para um lugar na prova dos 20 km marcha a ter lugar no próximo domingo, no último dia das competições em Londres.

"Há um grupo considerável de atletas a ter em conta e sei que sou uma marchadora que vai ser marcada. Sei disso e quero fazer a minha prova, ao meu ritmo. Se estiver uma temperatura na ordem dos 22 graus, será melhor", sublinhou a portuguesa.

O treinador Paulo Murta afiançou: "Tanto pode ser uma prova rápida como tática. Depende de se houver vento e de como estiverem as adversárias, especialmente as chinesas", advertiu o técnico, acentuando que o trabalho foi feito a pensar numa boa classificação. "Costumo dizer que se for quinta é melhor do que ser sexta e por aí fora. A Ana tem capacidade para fazer uma boa prova neste Mundial", disse-nos o técnico.

As últimas indicações até à prova no domingo são fáceis: "Treinos muito ligeiros de oito a dez quilómetros, sem forçar nada."

Cabecinha faz-se valer da experiência. "Acho que desta vez poderá ser o meu dia num Mundial. Treinei-me para que isso aconteça, e quem é que não sonha um dia ser campeã mundial? Todas as atletas pensam nisso", frisou.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas