Mundiais: Lorène Bazolo descontente com eliminação prematura

Portuguesa não conseguiu apuramento para as meias-finais dos 100 metros femininos

• Foto: EPA

Lorène Bazolo ficou distante de um apuramento para as meias-finais dos 100 metros femininos dos Mundiais de atletismo de Doha e, no final, mostrou-se claramente descontente com o afastamento prematuro.

"O meu desejo era passar à meia-final, mas não aconteceu. Estava a sentir-me bem, mas houve uma falha técnica na minha corrida, acho que me levantei (dos blocos de partida) mais cedo", explicou.

Se não fosse isso, teria ficado "dentro das quatro primeiras" e conseguia passar, "apesar da marca", adianta ainda.

"Estava bem até às últimas provas e aqui também estava bem, adaptada ao clima e poderia chegar à meia-final. Não aconteceu, aprendo com isso", acrescentou a recordista nacional do hectómetro.

A atleta lusa foi sétima classificada, na quarta de seis séries realizadas, com a marca de 11,51 segundos.

Para a ronda seguinte (meias-finais) passaram as três primeiras de cada série e ainda os seis melhores tempos, um objetivo que ficou bastante longe de ser atingido pela atleta lusa, que ficou a 20 centésimos da última das apuradas.

No conjunto de todas as participantes, foi 38.ª, um lugar similar ao que obteve há dois anos, nos 200 metros de Londres2017.

Bazolo é desde há três anos recordista nacional dos 100 metros, com a marca de 11,21. A atleta, nascida no Congo há 36 anos, naturalizou-se portuguesa em maio de 2016.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0