Oscar Pistorius recorre da pena junto do Constitucional

Pena de prisão passou de seis para treze anos

• Foto: Reuters

O campeão paraolímpico sul-africano Oscar Pistorius apresentou um recurso ao Tribunal Constitucional sobre a pena de 13 anos de prisão a que foi condenado pelo homicídio da sua namorada, disse esta terça-feira a advogada da família da vítima.

No final de novembro o atleta, com as duas pernas amputadas, viu a sua pena passar de seis para 13 anos na sequência de um recurso do Ministério Público.

Segundo o portal noticioso eNCA, Pistorius recorre agora ao Constitucional por considerar que o Tribunal ignorou as circunstâncias atenuantes do homicídio e pede que se reponha a anterior sentença de seis anos, dos quais já cumpriu mais de dois.

Oscar Pistorius matou a modelo Reeva Steenkamp com quatro tiros disparados contra a porta da casa de banho da sua casa em fevereiro de 2013. Sempre alegou pensar que disparava contra um ladrão.

"Nós respeitamos a lei. Oscar Pistorius tem o direito constitucional de recorrer da sua condenação. A justiça deve seguir o seu curso", declarou Tonia Koen, advogada da família Steenkamp, à agência France-Presse.

Pistorius cumpre a sua pena na prisão de Atteridgeville, perto de Pretoria, adaptada para pessoas com deficiência.

No início de dezembro ficou ligeiramente ferido numa rixa relacionada com a utilização de um telefone público no estabelecimento prisional.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.