Rivais de Nélson Évora rendidos ao português

Christian Taylor e Will Claye elogiam saltador luso

• Foto: Getty Images

Os três medalhados do triplo salto dos Mundiais de Londres ainda não subiram ao pódio - a cerimónia está marcada para a tarde de sexta-feira -, mas quando o fizerem Nélson Évora saberá que desde logo que é o veterano entre os mais novos. O português, de 33 anos, é já uma autoridade na disciplina e esta quinta-feira, depois do bronze alcançado em solo inglês, viu isso mesmo confirmado pelos próprios adversários.

Christian Taylor, o vencedor da medalha de ouro, com 17,68, elogiou o português, a quem mantém respeito. "Ele é um campeão olímpico. Tenho-lhe muito respeito, ele sabe como lutar. A idade é um número, tenho respeito por todos os meus competidores", afirmou o norte-americano, de 27 anos.

Também Will Claye, medalha de prata, com 17,63, um ano mais novo do que Taylor, reconheceu a admiração pelo português: "Aprendi a saltar a vê-lo saltar em 2008. Ele merece aplausos por continuar a testar os limites".

Perante tamanhos elogios, Évora agradeceu e prometeu continuar a dar luta. "É bom sermos uma referência e motivação para outros atletas. Eu sei que tenho menos tempo do que o Christian [Taylor] e o [Will] Claye. Mas não sou apenas um sonhador, tenho provado que consigo fazer a diferença", afirmou.

Por Lusa e Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.