Rosa Mota apresenta 42.ª edição da São Silvestre da Amadora

Entre as novidades deste ano, destaque para a animação de rua, com cuspidores de fogo, malabaristas e batuqueiros

• Foto: HMS Sports

Decorreu esta terça-feira, no Espaço São Silvestre (antiga Galeria Municipal), no edifício da Câmara Municipal da Amadora, a apresentação da 42ª edição da São Silvestre da Amadora .

A cerimónia contou com a intervenção da presidente da CM Amadora, Carla Tavares; do presidente do Desportivo Operário Rangel, Nuno Vedor; do vice-presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Luís Figueiredo; da vencedora da prova em 1989, Rosa Mota; e do diretor-geral da HMS Sports, Hugo Sousa.

Entre os presentes, esteve o representante da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Rui Coragem, fruto da parceria estabelecida com esta entidade para o evento.

A 42ª edição da São Silvestre mais antiga de Portugal apresenta um novo figurino e um percurso renovado, apostando igualmente numa nova organização em termos técnicos, trabalho a cargo da HMS Sports.

O arranque dos 10 km acontecerá na Estrada dos Salgados, junto à estação de metro Amadora Este. Os participantes seguirão para o centro da cidade, passando antes pelo Parque Aventura e pela rotunda do vulcão (Mina).

Ao sexto quilómetro de prova, enfrentarão a mítica subida dos Comandos, que está de regresso, passando depois pela principal artéria da Amadora, a Rua Elias Garcia. A meta estará instalada na Praça São Silvestre.

Outra novidade será a animação ao longo dos 10 quilómetros, com a presença de bandas em frente ao restaurante Chafariz, junto à estátua do bombeiro, na rotunda do vulcão e na Av. General Humberto Delgado, no Parque Central; e de animadores de rua (cuspidores de fogo, malabaristas e batuqueiros) na R. Elias Garcia, até ao Lido perto da subida dos Comandos, e no parque Delfim Magalhães.

Com estas mudanças, pretende melhorar-se a experiência dos participantes, pelo menos é essa a expectativa da autarquia e do Rangel, entidades organizadoras da São Silvestre da Amadora.

Durante a conferência de imprensa, muitas foram as histórias e as experiências partilhadas pelos convidados, alguns dos quais participaram mesmo na corrida. No caso de Rosa Mota, a participação foi coroada com a vitória na 15ª edição, no ano de 1989.

Além de recordar a prova, com particular destaque para o apoio do muito público presente nas ruas, ‘Rosinha’ lançou um desafio à organização: "E se a São Silvestre da Amadora tivesse início à meia-noite? Isso é que seria mesmo passar o ano a correr!"

Desafios à partes, no final, a presidente da CM Amadora conviveu com duas vencedoras da São Silvestre da Amadora. Além de Rosa Mota, Rita Borralho, a primeira vencedora feminina do evento, também marcou presença.

A 42ª São Silvestre da Amadora está marcada para as 18h00 (partida geral), do dia 31 de dezembro, com a elite feminina a sair pelas 17h50. O tradicional desfile de carros antigos fará o percurso da corrida a partir das 17h05.

Por João Lopes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0