Shawn Barber e o beijo com sabor a cocaína

Canadiano diz que controlo positivo foi culpa de uma mulher

• Foto: Reuters
Um nome ‘pesado’ do atletismo internacional, o canadiano Shawnacy Barber, campeão mundial de salto com vara em 2015, foi admoestado pela federação internacional (IAAF) com um aviso público em resultado de uma ofensa ao código antidoping nos campeonatos do Canadá, realizados antes dos Jogos Olímpicos deste ano.

Só que a história por trás do caso tem contornos surreais. Barber acusou cocaína, mas alegou que a substância lhe foi transmitida pelo facto de ter beijado, "repetidamente", uma mulher que conheceu na internet e que terá ingerido a droga.

De acordo com a imprensa canadiana, ‘Shawn’ Barber colocou um anúncio para um encontro sexual ocasional num hotel em Edmonton, de modo a libertar o stress na véspera de competir nos campeonatos do seu país. Mas segundo disse depois (e a mulher confirmou-o no decorrer do inquérito), desconhecia na altura que ela tivesse ingerido a droga horas antes!

Assim, um encontro de 30 minutos com uma mulher que encontrou no ‘Craigslist’ levou a um teste antidoping positivo que quase lhe custou a possibilidade de competir nos Jogos Olímpico do Rio de Janeiro (onde foi apenas 10º na final) e que lhe deu agora um aviso público.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas