Águias a um passo de serem campeãs

Benfica recebe hoje o FC Porto em vantagem na final do playoff e um triunfo garante o título

• Foto: Movenoticias

O Benfica está a hora e meia de recuperar o título nacional (27º da sua história), que na época passada perdeu para o FC Porto. Para atingir esse objetivo a equipa encarnada só tem de vencer hoje precisamente o FC Porto, no 3º jogo da final do playoff da Liga Placard.

Mas aqui a palavra ‘só’ tem um peso enorme, face ao equilíbrio que se verificou nos dois primeiros encontros. É verdade que o Benfica está em vantagem, fruto dos dois triunfos no Dragão Caixa (73-70 e 83-81) e por disputar o 3º jogo perante o seu público. Mas num playoff apenas no final (à melhor de cinco jogos) se fica a conhecer o vencedor e a história do campeonato português regista várias recuperações de equipas a perder por 2-0.

O treinador adjunto do Benfica, Nuno Ferreira, chama mesmo a atenção para o excesso de otimismo que possa existir por parte dos adeptos benfiquistas. "Não vamos criar ilusões porque não vai ser fácil. Sabemos aquilo que queremos desde o primeiro dia em que começámos a trabalhar, mas temos de ter os pés bem assentes no chão. Sabemos que estamos numa posição melhor que a do FC Porto e vamos fazer tudo para vencer este jogo", assegurou o técnico, na BTV.

Os jogadores do Benfica estão, à imagem da equipa técnica, confiantes para este jogo decisivo, mas conforme adiantou o internacional angolano Carlos Morais na BTV, "há que manter a humildade, para encarar os jogos com a maior responsabilidade".

Num jogo em que se espera um Pavilhão da Luz com muita gente, Carlos Morais salienta que "vencer o campeonato em casa será um prémio para os adeptos".

FC Porto acredita

Do lado do FC Porto acredita-se que a equipa possa responder à desvantagem. "Houve aspetos diferentes entre os dois jogos, mas o Benfica tem gerido bem os momentos. Nesta altura já ninguém pode surpreender ninguém, pois o conhecimento mútuo é grande, com os encontros a serem muito estratégicos. São duas equipas muito fortes e vamos tentar que os nossos pormenores nos deem o bocadinho que nos tem faltado. Os meus jogadores estão bem preparados e mentalizados", disse o técnico Moncho López, no Porto Canal.

No encontro de hoje espera-se que o equilíbrio volte a ser a palavra de ordem, com os desempenhos individuais a acabarem por fazer a diferença. Se no FC Porto, no 1º jogo, foi José Silva o melhor marcador (20 pontos), com Nicholas Washburn a dominar a luta das tabelas (15 ressaltos), no Benfica, Tomás Barroso foi o mais eficaz (16 pontos). Já na segunda partida foi Sasa Brovnjak quem brilhou no FC Porto (21 pontos), enquanto na equipa da Luz se evidenciou Damian Hollis (15 pontos).

O jogo inicia-se às 19 horas, no Pavilhão da Luz, e será dirigido por Fernando Rocha, Sérgio Silva e Nuno Monteiro.

Por Vítor Ventura
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Basquetebol

Notícias

Notícias Mais Vistas