Benfica perde na Dinamarca e diz adeus à Europa

Águias falham 'quartos' da FIBA Europe Cup

• Foto: Pedro Ferreira

O Benfica falhou o acesso aos quartos-de-final da FIBA Europe Cup, depois de perder na Dinamarca, com o Bakken Bears, por 88-75, em partida da derradeira jornada do Grupo I. Tratando-se de uma autêntica final, as águias sabiam que tinham de vencer para seguir em frente mas, depois de uma boa entrada, a equipa desuniu-se, quebrou de forma improvável e, aquando do intervalo, já tinha a sua sorte praticamente definida.

Quem viu os primeiros minutos, com o Benfica a controlar bem os tempos de ataque e a acertar os lançamentos longos, dificilmente poderia imaginar a reviravolta que a partida iria conhecer. Mas, o basquetebol é mesmo assim e as águias sabem-no bem, já que na ronda anterior, no desaire caseiro com os alemães do Bayreuth, desbarataram logo na reabertura da segunda metade os 16 pontos de vantagem com que chegaram ao descanso!

Desta feita, os encarnados tiveram 8 pontos de avanço aos 14-6. E só não fecharam na frente o período inicial (20-21) porque, nos últimos segundos, os locais concretizaram 4 pontos (dois lances-livres e um lançamento de campo) no seguimento de uma falta anti-desportiva de Rafael Lisboa. Bem questionável, acrescente-se, tal como muitas outras decisões do trio de arbitragem em claro prejuízo da formação portuguesa.

A 8.13 do intervalo, o Benfica estava na frente (25-23), mas daí até ao descanso foi o descontrolo absoluto. De tal forma que, após um impensável parcial de 31-9, o intervalo chegou já com 54-34 para os dinamarqueses.

Tudo estava praticamente decidido. E o arranque da segunda parte não indiciou nada de melhor. Bem pelo contrário. Mas, de repente, Hilliard começou a acertar com o cesto contrário, a defesa zona dificultou as acções atacantes do Bakken e as águias mostraram que ainda queriam discutir o apuramento. No termo do terceiro parcial só já estavam 12 pontos abaixo (53-65) e até podiam estar mais perto caso a arbitragem não continuasse a ser tão parcial.

Porém, nos últimos 10 minutos, os comandados de Carlos Lisboa só conseguiram chegar a 9 pontos de distância (69-78), a 2.26 minutos do final. Já nada havia a fazer. A eliminação estava consumada, perante um adversário que, tendo qualidade, não era um opositor intransponível, aliás conforme se vira na Luz, quando os encarnados ganharam 90-79.

Destaque, nas águias, para as prestações de Hilliard (19 pontos) e Ireland (16 pontos e 8 ressaltos).

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Basquetebol

Resultados

Todos os números da competição na época 2020/21

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.