Bilhete para a última fase de qualificação do Mundial à distância de 4 pontos

Portugal defronta hoje a Bielorrússia, no decisivo jogo da pré-qualificação para o Mundial’2019

• Foto: Manuel Azevedo

O primeiro grande objetivo de Portugal, o apuramento para a última fase de qualificação do Mundial de 2019, está à distância de ... quatro pontos. Em Coimbra, no Multiusos Mário Mexia, a Seleção Nacional recebe hoje (18h30) a Bielorrússia e para a equipa portuguesa só a vitória por 4 pontos interessa, para poder ultrapassar o seu adversário, com quem perdeu na 2ª jornada do Grupo D, em Minsk, por 78-75, e garantir o segundo lugar do grupo – apuram os dois primeiros de cada poule –, uma vez que a Bulgária já alcançou a qualificação, ao somar por vitórias todos os jogos realizados.

"Só dependemos de nós", disse ontem, Mário Gomes, selecionador nacional. O técnico português, no entanto, reconhece que "há uma distância considerável entre dependermos apenas de nós para concretizar o nosso objetivo e a sua efetiva concretização. Estamos à distância de quatro pontos para nos qualificarmos para disputar as séries de apuramento do Mundial’2019. Essa distância só pode ser percorrida dentro das quatro linhas. Até lá, não adianta falar, é uma final e está tudo dito", assegurou Mário Gomes.

Confiança

Apesar de reconhecerem as dificuldades, os jogadores portugueses estão confiantes em conseguir ultrapassar hoje a Bielorrússia. O capitão da Seleção Nacional, José Silva, é o porta-voz dessa confiança que reina no seio da equipa.

"Chegou o momento em que só dependemos de nós para conseguir atingir o objetivo a que nos propusemos desde que iniciámos os trabalhos da Seleção. Estamos muito confiantes em que vamos conseguir a vitória por mais de três pontos, mas sabemos que não irá ser fácil. Mas com o público a apoiar vamos defender o nosso território", referiu o extremo nacional José Silva ao site da FPB.

No jogo realizado em Minsk, na semana passada, Portugal foi penalizado pelo fraco rendimento obtido no 1º período (10-26), conseguindo depois recuperar, chegando quase ao triunfo, que acabou por fugir por três pontos (78-75). Nesse jogo, Tomás Barroso (18 pontos), Pedro Pinto (15) e Stefan Djukic (12) foram os mais certeiros da equipa portuguesa, enquanto do lado da Bielorrússia, Artsion Parakhouski foi a grande figura, ao somar 16 pontos, 9 ressaltos e três roubos de bola.

O encontro de hoje será dirigido pelos juízes Antonio Conde (ESP), Manuel Mazzoni (ITA) e Yhoan Rosso (FRA).

Por Vítor Ventura
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Basquetebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.