Capitã do Benfica: «Não é fácil estar em casa sem saber quando poderei voltar a pegar numa bola de basquetebol»

Dora Duarte apreensiva

• Foto: Arquivo
Dora Duarte, capitã da equipa de basquetebol do Benfica, assume estar um pouco apreensiva quanto ao futuro, nomeadamente, no que diz respeito ao capítulo profissional, vincando ser difícil não saber quando poderá voltar a praticar basquetebol.

"Quanto à minha experiência pessoal... Como calculam, tem sido desafiante. Não é fácil estar em casa sem saber como a minha vida no trabalho vai ser afetada ou quando poderei voltar a pegar numa bola de basquetebol e entrar no pavilhão", atirou a basquetebolista das águias, que explica como ocupa grande parte dos dias e deixa ainda algumas sugestões: "O que tem resultado, para mim, é delinear tarefas para fazer durante o dia. Entre elas, por exemplo, destralhar a casa, fazer a minha rotina de exercício e ver as notícias na televisão (o veículo de informações mais fiável neste momento!). Existem muitas coisas para fazer em casa. Para além disso, as iniciativas que circulam online são imensas e mais uma vez fica demonstrada a solidariedade dos portugueses. Entre aulas de latim, concertos online, vídeos de exercício físico, existem dezenas de coisas que podemos fazer para nos mantermos sãos e unidos".

A experiente jogadora, de 34 anos, salienta, ainda, que, nesta altura, o mais importante é seguir todas as recomendações delineadas pelas autoridades de saúde.

"Como tem sido destacado vezes sem conta, cabe a cada um de nós ser um agente de saúde pública. Não posso deixar de usar este espaço para vos pedir encarecidamente que fiquem em casa e só saiam quando for absolutamente necessário. Protejam-se a vocês e aos vossos. Para além desta, que é nossa obrigação, gostava de destacar que nós – atletas, treinadores, professores de educação física ou simplesmente amantes do desporto – podemos assumir também um papel fundamental na nossa comunidade durante este período. Cabe-nos motivarmos as pessoas mais próximas a fazerem exercício físico. Para além disso, fazer exercício contribui para o fortalecimento do sistema imunitário e é este que nos ajuda a combater o vírus. Quanto mais fortes estivermos mental e fisicamente, maior a capacidade de enfrentarmos circunstâncias adversas, hoje, e no futuro.", explicou, na News Benfica divulgada esta quarta-feira.
Por Valter Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Basquetebol

Notícias

Notícias Mais Vistas