FC Porto reforça posição no basquetebol: «Queremos o que a Federação quer... ser tratados como os outros»

Vítor Hugo, vice-presidente para a modalidade, acrescenta que o clube não quer "escolher árbitros"

• Foto: Movenotícias

A tomada de posição do FC Porto em não comparecerá em qualquer jogo para o qual sejam nomeados os árbitros envolvidos no jogo 5 da final com o Sporting foi reforçada esta terça-feira por Vítor Hugo, vice-presidente responsável pelo basquetebol. Em declarações ao Porto Canal, o dirigente assegurou que ninguém quer "escolher árbitros", apenas igualdade de tratamento para todos os clubes. 

"Tivemos uma reunião de direção em que falámos do tema e fomos sensíveis aos adeptos e à própria tradição que a modalidade tem no clube. Concordo em absoluto com o comunicado da Federação. Não queremos escolher árbitros. Queremos regras iguais para os 12 clubes, e isso não tem acontecido. Queremos o mesmo do que eles, ser tratados como os outros", referiu Vítor Hugo, acrescentando que a decisão de não ir a jogo com os referidos árbitros não tem por que condicionar o funcionamento da Liga. 

"Acho que não condiciona, até por uma questão de defesa dos próprios árbitros. Na dúvida, o FC Porto foi prejudicado. Não queremos escolher árbitros, mas não queremos estes três. Se fosse a eles eu próprio renunciada. Eles não servem para apitar um jogo do FC Porto. Não estou a colocar em causa a seriedade, mas não é possível o que aconteceu. O que nós queremos é o que exatamente o que o comunicado da federação diz", vincou.

Vítor Hugo afirmou ainda que esta decisão tomada pelos dragões é irreversível e que não é contra nenhum clube em especial. "A nossa posição é inequívoca. Não temos nada contra o Sporting ou contra o Benfica. A tomada de posição não é contra nenhum clube. É em defesa da verdade desportiva que não aconteceu. E da transparência. Mesmo agentes desportivos do Sporting ficaram admirados com aquilo que aconteceu", frisou o vice dos dragões, que, apesar do desfecho do último campeonato, sente que o título é do FC Porto. 

"É evidente que ao longo dos anos e apesar do que nos tem acontecido, desde que voltámos à 1.ª Liga somos o clube com mais títulos. Tive uma vida desportiva sem vitórias morais, mas sinto-me campeão nacional desta época. Quer seja eu ou outro diretor desportivo que possa eventualmente aparecer, qualquer profissional do FC Porto, remunerado ou não, irá preparar a época conforme temos preparado todas as outras. Teremos semanas de dificuldades, mas estamos aqui para a luta", finalizou Vítor Hugo.

Por José Miguel Machado
24
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Basquetebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.