Moncho López e o momento que definiu o jogo: «Parece-me que a última ação não é falta»

Treinador do FC Porto comentou a derrota frente ao Sporting no jogo1 da Liga Placard

Moncho López, Treinador do FC Porto
Moncho López, Treinador do FC Porto • Foto: Ricardo Jr.

O FC Porto está em desvantagem na final da Liga Placard depois de perder (74-72) no primeiro duelo com o Sporting.

Em declarações no final do encontro, Moncho López destacou o terceiro parcial da equipa e considerou que o resultado no fim do quarto período podia ter virado para qualquer um dos lados.

"Houve duas partes diferentes. Na primeira, o Sporting domina, mas sem conseguir fugir nunca no marcador. Entrámos muito bem na segunda parte, o terceiro período foi a nossa melhor fase no jogo, tanto no ataque como na defesa, mas o Sporting é uma boa equipa e, neste final tão equilibrado, podia ter vencido qualquer um", analisou o treinador dos dragões.

Com o Sporting a garantir o triunfo no último lance da partida, o técnico dos dragões enalteceu o trabalho defensivo da sua equipa ao longo do encontro e acredita que o último lance não foi falta.

"No intervalo não mudámos radicalmente. Foi tentar entender o tempo de jogo e transmitir confiança à equipa, de que estavam a fazer as coisas bem. O Sporting estava a ganhar por nove, mas estava muito por baixo das suas médias de pontos, portanto o nosso trabalho defensivo estava a ser bastante consistente. Saímos no terceiro período muito bem e concentrados. Infelizmente, não conseguimos segurar o jogo com 10 pontos, como também o Sporting, na primeira parte, também chegou a ter oito e nove pontos várias vezes. Gostava que tivéssemos resolvido melhor a nossa última posse de bola e acabar com as opções do Sporting de vencer. Parece-me que a última ação não é falta, mas temos de pensar que o jogo não se perde nesta última ação. Com dois pontos de diferença, todas as ações do jogo que significam dois ou três pontos para o adversário podemos considerá-las importantes", acrescentou.

Questionado sobre a próxima partida de domingo frente aos leões, o treinador do FC Porto mantém a esperança num triunfo no jogo 2.

"O importante agora é recuperar, vir cá no domingo e melhorar o que fizemos de menos bom hoje e pensar que isto é à melhor de cinco jogos", terminou.

Por Record com Lusa
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Basquetebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.