Pau Gasol diz que a voltar à Europa "tinha que ser para jogar no Barça"

Jogador, de 40 anos, passou hoje nos testes médicos

• Foto: Instagram

O basquetebolista Pau Gasol passou esta segunda-feira os testes médicos como novo jogador do Barcelona e afirmou que, voltando à Europa, "tinha que ser para jogar no Barça", clube em iniciou a carreira profissional.

"Tudo começou com uma conversa com o Juan Carlos [Navarro], que, além de ser meu amigo, pertence à secção de basquetebol do clube. Falei com ele da possibilidade de voltar à Europa. Havia várias equipas interessadas, mas, então, entendi que, se regressasse, seria para o Barcelona", afirmou.

Gasol, de 40 anos, chegou ao clube catalão com 16 anos, ainda júnior, e jogou no 'Barça' até 2001, altura em que rumou à Liga norte-americana de basquetebol (NBA), para jogar nos Memphis Grizzlies, que o escolherem na terceira posição do 'draft'.

Na NBA, acabou por jogar 18 temporadas, passando, depois dos Grizzlies, por Los Angeles Lakers - pelos quais foi duas vezes campeão ao lado de Kobe Bryant, em 2008/09 e 2009/10 -, Chicago Bulls, San Antonio Spurs e Milwaukee Bucks.

Ainda assinou pelos Portland Trail Blazers, para a época 2019/20, mas acabou por não atuar pelo conjunto de Oregon devido a lesão, pelo que o seu último jogo na NBA data de 10 de março de 2019, há quase dois anos, pelos Bucks, contra os Spurs.

"É uma mudança e uma decisão importante, também pela componente emocional", afirmou Gasol, sobre o regresso ao Barcelona e aos pavilhões: "Estou com vontade e ilusão de começar, e de me aproximar do momento de regressar e poder ajudar a equipa".

Segundo o mais velho dos irmãos Gasol - Marc está agora nos Los Angeles Lakers -, "tudo foi muito rápido", sendo que, antes de decidir", teve uma conversa que "era fundamental" com o treinador Sarunas Jasikevicius, seu ex-companheiro de equipa.

"Falámos e disse-me o que pensava, perguntou-me como estava e como encaixaria com a equipa e o grupo, que está a um nível muito bom, e como o poderia complementar", explicou.

Gasol lembra em que situação se encontra: "Há praticamente dois anos que não jogo basquetebol, tenho uma idade elevada para o mundo do desporto e tenho de ir pouco a pouco".

"É uma etapa muito bonita. Espero que funcione e tudo faremos para que assim seja", frisou Gasol, que, ao serviço do Barcelona, antes de partir para a NBA, somou dois títulos de campeão espanhol e uma Taça do Rei.

Neste regresso ao ativo, Gasol tem também como objetivo integrar a equipa espanhola que vai disputar os Jogos Olímpicos Tóquio2020, em 2021, ele que já soma duas pratas (2008 e 2012) e um bronze (2016), mais um título mundial (2006), três europeus (2009, 2011 e 2015) e ainda um título mundial de juniores (1999), arrebatado em Portugal.

Depois dos testes e dos exames médicos, o 'rookie' do ano da NBA e seis vezes 'All Star' também se encontrou com o novo presidente do FC Barcelona, Joan Laporta, que ganhou as eleições de domingo, voltando a um cargo que exerceu entre 2003 e 2010.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Basquetebol

Notícias

Notícias Mais Vistas