Árbitros da NBA e os jogos sem público: «Não quero que oiçam o que dizemos»

Scott Foster assume que será estranho o retorno do campeonato nessas condições

• Foto: Reuters

Normalmente disputados em pavilhões lotados, com muitos gritos de adeptos e bastante barulho ambiente, os jogos da NBA vão passar por uma nova realidade quando o campeonato voltar no final de julho - isto caso o plano seja aprovado na próxima semana. Tendo o Walt Disney Resort como palco, os duelos do principal campeonato de basquetebol do mundo serão sem público, o que permitirá aos adeptos, aqueles que estarão em casa, ouvir coisas que até agora eram 'desconhecidas'. Como por exemplo as conversas entre os árbitros... Algo que parece assustar alguns juízes, conforme se pode ler pelas palavras de Scott Foster, um dos mais experientes da Liga.

"Sei que não quero que todos tenham a possibilidade de ouvir tudo aquilo que dizemos. Normalmente temos uma postura profissional quando estamos em campo, mas será diferente. Por exemplo, vamos ter alguns adjuntos nas segundas filas, dos quais nunca ouvimos nada, e que agora vamos ouvir. Por isso vamos ter de mudar algumas coisas. Creio que temos de falar sobre isto e analisar o que o público pode ouvir e como tudo será daqui em diante. Mas será certamente diferente. Estou entusiasmado, claro, pois será algo único para os árbitros, jogadores, treinadores e para todos", assumiu, em declarações à NBA TV.

Por Fábio Lima
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de NBA

Notícias

Notícias Mais Vistas