Coronavírus atinge sete equipas

Kevin Durant, Donovan Mitchell e Rudy Gobert são algumas das estrelas infetadas

• Foto: USA Today Sports

A pandemia da Covid-19 não escolhe cores, religiões, idades, nem tão-pouco desportistas de certas modalidades. Na NBA, por exemplo, o lote de infetados tem vindo a aumentar de dia para dia e já há casos em sete equipas.

Marcus Smart, dos Boston Celtics, foi a última estrela a acusar positivo no teste ao novo coronavírus. Contudo, o primeiro paciente foi mesmo Rudy Gobert. No passado dia 11, o poste francês dos Utah Jazz, de 27 anos, recebeu a confirmação que estava infetado e deixou a NBA em alerta, levando os responsáveis máximos pela competição a suspender de imediato a temporada. Recorde-se que, dois dias antes de testar positivo, Gobert tinha causado polémica durante uma conferência de imprensa, ao tocar em vários microfones, gravadores e aparelhos que estavam em cima da mesa, como que gozando com todo o alarmismo em torno da pandemia e com as respetivas medidas de segurança aconselhadas pelas autoridades.

Desde Rudy Gobert, e mesmo com a competição suspensa, os casos positivos ao novo coronavírus têm ‘minado’ diversas equipas. Nos Utah Jazz, também Donovan Mitchell testou positivo, à semelhança de Christian Wood, de Detroit, e Kevin Durant, de Brooklyn, equipa que tem mais três jogadores infetados, embora não tenha revelado a identidade dos mesmos.

Aviso aos jovens

Seguiram-se casos confirmados nos Denver Nuggets, Philadelphia, LA Lakers e, mais recentemente, nos Boston Celtics, com Marcus Smart a ser infetado pela pandemia. Após a confirmação, o base da franquia de Massachusetts recorreu às redes sociais para informar os seguidores do seu estado de saúde e deixar um alerta, principalmente à população mais jovem.

"Tenho estado em quarentena desde o teste [realizado no passado sábado]. A Covid-19 deve ser encarada com a maior da seriedade. Não tenho tido sintomas, sinto-me ótimo. Mas a jovem geração no nosso país deve distanciar-se. Isto não é uma brincadeira", escreveu o norte-americano Marcus Smart, de 26 anos, no Twitter.

EUA ordenam rápido regresso a atletas na Turquia

Desde que o presidente Donald Trump ordenou o fecho de fronteiras à Europa, muitos atletas norte-americanos a competirem no Velho Continente regressaram em debandada ao seu país natal. Agora, os Estados Unidos apelaram aos basquetebolistas que competem na Turquia para voltarem o quanto antes ao país, sob pena de ficarem impedidos de o fazer por tempo indeterminado. A liga turca foi suspensa na passada quinta-feira. Recorde-se que, à exceção de Sporting, Benfica e FC Porto, quase todas as equipas de Liga Placard viram os seus atletas norte-americanos voltarem ao país.

Por Daniel Lopes Monteiro e José Morgado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de NBA

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.