Marca chinesa condenada a pagar 37 mil euros a Michael Jordan por danos emocionais

A Qiaodan terá também de publicar na imprensa um comunicado a esclarecer que não tem qualquer relação com a lenda da NBA

Uma marca desportiva chinesa, a Qiaodan - que significa Jordan em chinês - foi condenada a pagar 35 mil euros a Michael Jordan por "danos emocionais".

O tribunal considerou que o uso da palavra Qiaodan tem há décadas confundido os consumidores, estando agora proibida de utilizar o nome com caracteres chineses nos produtos da marca. Além disso, a Qiaodan terá de publicar na imprensa um comunicado pedindo desculpa e esclarecendo que não tem qualquer relação com a lenda da NBA.

A marca tem cerca de 200 produtos patenteados com um selo Jordan. A defesa tentou argumentar que "Jordan" é um aplido comum no Ocidente e que a marca não se referia diretamente a Michael. No entanto, nos produtos também usava o número 23 e os nomes dos filhos do antigo basquetebolista traduzidos para chinês.

Michael Jordan apresentou mais de 80 queixas contra esta empresa desde 2012.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de NBA

Resultados

Todos os números da competição na época 2020/21

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.