Milwaukee Bucks batem Hawks e estão na final da NBA 47 anos depois

Vão agora defrontar os Phoenix Suns para discutir o campeão

• Foto: Lusa/EPA

Os Milwaukee Bucks qualificaram-se no sábado pela terceira vez para a final da NBA, ao vencerem fora os Atlanta Hawks por 118-107, no sexto jogo da final da Conferência Este, que conquistaram por 4-2.

Mesmos desfalcados do grego Giannis Antetokounmpo, os Bucks repetem um feito que não conseguiam há 47 anos, mais precisamente desde desaire por 4-3 com os Boston Celtics em 1974, três anos após o único título (4-0 aos Baltimore Bullets, em 1971).

Relacionadas

"Estes jogadores trabalharam muito durante todo o ano e merecem ir à final. Não poderia estar mais orgulhoso deles. Adoro treiná-los", afirmou o treinador dos Bucks, Mike Budenholzer, acrescentando, porém: "Temos mais trabalho para fazer".

Na inédita final, o conjunto de Milwaukee vai medir forças com os Phoenix Suns, vencedores da Conferência Oeste, que perderam as duas finais que disputaram, com os Boston Celtics (2-4 em 1976) e os Chicago Bulls, de Michael Jordan (2-4 em 1993).

O quatro triunfo foi conseguido num embate em que os Bucks lideraram do princípio a fim, perante uns Hawks, com Trae Young de volta, ainda que sem estar a 100%, que ainda se colocaram a seis pontos (107-101) na parte final, mas não conseguiram mais.

Khris Middleton, com 32 pontos - incluindo 16 seguidos no decisivo terceiro quarto - sete assistências, quatro ressaltos e três roubos de bola, e Jrue Holiday, com 27 pontos, nove assistências, nove ressaltos e quatro roubos de bola, formaram uma dupla imparável nos forasteiros.

"Os meus companheiros de equipa e os treinadores disseram-me para continuar a ser agressivo. Adoro isto. Cada um destes jogadores trabalha muito todos os dias. Todos estão preparados, todos jogamos por todos e isso é tudo o que podemos pedir", disse, muito satisfeito, o decisivo Khris Middleton.

Para o quarto triunfo na série, e segundo consecutivo, também foram importantes os 13 pontos de Brook Lopez e do suplente Pat Connaughton, os 12 e nove ressaltos de Bobby Portis e os 11 que Jeff Teague trouxe do banco. PJ Tucker destacou-se na defesa.

Nos anfitriões, o melhor marcador foi o suplente Cam Reddich, com 21 pontos, secundado pelos 20 de Bogdan Bogdanovic, os 14 e nove ressaltos de Clint Capela e os 14 - com penosos quatro em 17 nos 'tiros' de campo - e nove assistências de Trae Young.

A final da edição 2020/21 da NBA, disputada à melhor de sete encontros, como todas as eliminatórias, arranca com dois jogos em Phoenix, o primeiro na terça-feira (06 de julho) e o segundo na quinta (8 de julho).

Em Milwaukee, jogo 3 é em 11 de julho (domingo) e o 4 em 14 (quarta-feira). Se necessário, o quinto jogo é no dia 17 (sábado), em Phoenix, o sexto em 20 (terça-feira), em Milwaukee, e o sétimo, a negra, em 22 (quinta-feira).

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de NBA

Notícias

Notícias Mais Vistas