Steve Kerr arrasa Donald Trump: «Não devia ser permitido racistas serem presidentes»

Treinador dos Golden State Warriors contra posições do presidente dos EUA

• Foto: EPA

Steve Kerr acusou Donald Trump de ser "racista" na sequência das posições tomadas pelo presidente dos EUA após os protestos em Minneapolis, motivados pela morte de George Floyd. O treinador dos Golden State Warriors recordou mesmo o histórico de Trump em algumas matérias relacionadas com defesa dos direitos civis.

Jornalistas da CNN detidos em direto em plena manifestação pela morte de George Floyd
"Em 2017, Trump apelidou de 'filhos da p...' os jogadores da NFL que se ajoelharam para protestar, de forma pacífica, contra os abusos da polícia. Agora, chamou os protestantes em Minneapolis de 'bandidos'. É por isso que não devia ser permitido racistas serem presidentes", disparou o também antigo basquetebolista no Twitter. A morte de George Floyd, provocada por um agente da polícia, originou uma onda de protestos nos EUA, a que se juntaram vários desportistas, como LeBron James.

Recorde-se em 2017 Trump retirou o convite para ir à Casa Branca aos Warriors, depois de Stephen Curry manifestar a sua oposição à mesma.

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de NBA

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0